Início » Séries de TV » Noticias » Oscar 2016: Kate Winslet não participa de boicote para prestigiar colega de Titanic

Oscar 2016: Kate Winslet não participa de boicote para prestigiar colega de Titanic

kate-winslet-leonardo-dicaprio-oscar-02

Faltam apenas 2 dias para o Oscar, e ainda não sabemos exatamente quem comparecerá, pois vários atores estão aderindo a uma campanha de boicote à premiação, devido à falta de diversidade na escolha da Academia. Porém, de uma atriz, temos a certeza do comparecimento.

Kate Winslet é uma atriz que não costuma decepcionar, dentro e fora de seus papéis, tendo sido indicada ao Oscar 2016 na categoria de melhor atriz coadjuvante por sua atuação em “Jobs”. Todavia, não participará do boicote promovido por várias celebridade, em virtude da falta de diversidade na premiação, por motivos muito importantes.

Em primeiro lugar, a atriz fala que o ano que passou foi muito importante para as mulheres. Em 2015, vários questionamentos sobre as diferenças entre homens e mulheres foram realizados, e feminismo foi uma palavra de força, sobretudo entre as atrizes de Hollywood. Kate afirmou que não comparecer ao evento seria como baixar a guarda.

Em segundo lugar, e mais importante para atriz, é o prestígio de seu colega de “Titanic”, Leonardo DiCaprio. Os dois mantêm uma grande amizade, desde que contracenaram no filme. E agora, o ator é um dos indicados na categoria de melhor ator principal por seu papel em “O Regresso”. Leonardo DiCaprio já foi indicado outras 6 vezes. Todavia, é um dos favoritos este ano e já ganhou outros prêmios pelo papel, entre eles o Globo de Ouro e o SAG Awards. “Sinto fortemente que este pode ser o ano do Leo”, fala a atriz. “E ele é meu amigo mais próximo e eu simplesmente não consigo imaginar não estar lá para apoiá-lo”.

Para quem não sabe, pelo 2º ano consecutivo, todos os indicados ao prêmio de melhor ator principal são caucasianos e, neste ano, apenas um diretor, Alejandro G. Iñárritu, não pertence ao grupo. A Academia não pode alegar que faltam bons filmes com atores não caucasianos, pois ano passado tivemos “Selma”, o qual aborda justamente a luta dos negros, e a indicação na categoria não foi realizada. Não obstante, o número de mulheres indicadas em categorias que não definem o sexo, como a de melhor direção, é sempre bem reduzido em comparação ao número de homens. É fato que o número de negros e mulheres em cadeiras como essas é reduzido, em virtude do preconceito existente fora da Academia. Todavia, esta acaba contribuindo com a desvalorização dos grupos minoritários ao ignorar e não prestigiar aqueles que conseguem ultrapassar as barreiras que lhes são impostas.

Logo quando os indicados foram anunciados, Jada Pinkett Smith fez um vídeo criticando a atitude da Academia e iniciando uma campanha de boicote à premiação. Jada foi apoiada por seu marido, Will Smith, e logo outros atores e atrizes, como Ethan Hawke, aderiram. No twitter, a campanha aconteceu através da hashtag #OscarTãoBranco.

Só uma amizade como a de Kate e Leonardo para justificar a falta de apoio a um boicote promovido por uma causa tão importante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s