Início » Livros » Resenha: Correr ou Morrer

Resenha: Correr ou Morrer

Eu não sou o tipo de leitora que tem essa birra de ler o livro antes de assistir ao filme e etc, mas existem casos e casos e com Maze Runner o pior erro que um leitor pode cometer é assistir ao filme primeiro. Bom, não é para menos: Eu não tinha nenhuma pretensão em ler essa saga, porém a curiosidade falou mais alto após assistir ao filme e, claro, gostar. E olha… que arrependimento.

Título: Correr ou Morrer (Maze Runner #1)

Autor: James Dashner

Editora: V&R

Páginas: 426

Opções de livro impresso: Buscapé

Sinopse: Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.
Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.
Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

O problema é que, de fato, o filme acabou estragando a minha experiencia em relação ao livro. Me vi esperando coisas que aconteceram no livro ansiosa que nunca aconteceram e outras que aconteceram mas de uma forma totalmente diferente. Acredito que por isso o livro não funcionou muito bem para mim (mas calma! eu ainda não desisti de ler toda a saga, só vai demorar um pouco mais heheheh).

Foi bem complicado ler este livro em terceira pessoa mas fico contente pelo fato do autor ter escolhido focar apenas em Thomas e não em diversos personagens. Acho que a trama não iria funcionar muito bem assim e aguentar os pensamentos do menino cem por cento do livro também não seria algo fácil. Ele está muito confuso com o que lhe aconteceu e por isso acredito que James escolheu bem o que mostrar ao leitor em relação as duvidas dele.

É fato que o ponto alto do livro fica por conta das tensões e momentos de ação e isso supera muito mais qualquer dos personagens criados. Fiquei muito mais apreensiva para saber como as coisas iriam acontecer de modo geral do que com os próprios personagens, já que eu já sabia qual seria o fim deles (pelo menos neste primeiro volume). Houveram algumas alterações sim, mas o essencial ficou ali. Bom, ainda pretendo ler os outros livros e por isso já decidi nem assistir ao segundo filme lançado. Tá difícil segurar a curiosidade, mas vou dar preferencia para o livro primeiro. rs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s