Início » Livros » Resenha: A Menina Submersa | Caitlín R. Kiernan

Resenha: A Menina Submersa | Caitlín R. Kiernan

Título: A Menina Submersa

Autor: Caitlín R. Kiernan

Editora: Darkside Books

Páginas: 320

Opções de livro impresso: Buscapé | Edição capa dura

Sinopse: ‘A Menina Submersa – Memórias’ é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do ‘real’ sobre o ‘verdadeiro’ e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma ‘obra-prima do terror’ da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial – na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.

Não vai ser fácil falar desse livro. Também não foi fácil ler esse livro. Não digo aqui sobre a narrativa dele, que eu achei bem tranquila, mas por sua história. Sua personagem. Imp é uma jovem que perdeu sua mãe e sua avó muito cedo. As mulheres que ela mais amava nessa vida. O pior não foi simplesmente perde-las, mas sim que ambas se suicidaram. Ambas eram doente mental e Imp sabe que herdou delas a mesma maldição. No inicio do livro a autora deixa a seguinte mensagem ao leitor:

Este livro é o que é, o que significa que ele pode não ser o livro que você espera que seja.

E, para mim, essa frase faz muito sentido. Toda a obra foi feita de um modo que, acredito eu, nenhum leitor esperava. Eu acho que mesmo sabendo sobre o que ele se trata o livro acabou surpreendendo a todos.

A narrativa pode ser um pouco incomoda no inicio. Já nas primeiras linhas somos apresentados a confusão mental de sua narradora e o restante do livro se segue dessa forma. A Menina Submersa é um livro dentro de um livro, ou melhor, dentro de um diário de Imp para Imp. Nunca sabemos quando ela está falando a verdade ou mentindo, na verdade a própria personagem tem uma opinião sobre verdades e mentiras em que ela explica e bate na tecla por diversas vezes. Na verdade para a personagem existe diferença entre o que é verdade e o que é fato, então em diversos momentos ela nos conta algo verdadeiro mas que não é um fato. É verdadeiro pois ela acredita naquilo, mas não significa que isso aconteceu de verdade. Confuso? Um pouco. Mas eu acabei ignorando isso ao longo da leitura e optei por acreditar em tudo o que ela dizia, já que para ela aquilo era real. Acho que como leitora é só daquilo que eu preciso. Claro que nesse caso vai de leitor para leitor, mas vale a pena dar uma chance. Você já está totalmente na mente da personagem, então para quem ficar desacreditando nas coisas que ela diz?

O livro não é, necessariamente, uma obra de terror/horror. Mas ela fala de fantasmas. Não daqueles que estamos acostumados, que vemos nos filmes e tudo mais; E sim os fantasmas de cada um. Para a personagem um quadro é um fantasma que a persegue a vida inteira, assim como a Chapeuzinho Vermelho (o conto de fadas que ela menos gosta) e A Pequena Sereia (o conto de fadas que ela mais ama). Imp mantêm um pasta com informações sobre todos os seus fantasmas e seu maior desejo é que esses fantasmas parem de assombra-la, que ela possa esquece-los. Já não fácil viver com a sua própria condição mental e ainda ter que lidar com isso.

O livro também nos conta uma bela história de amor, entre Imp e Abalyn. Gostei do modo como elas se conheceram e como o relacionamento foi desenvolvendo, pareceu tão irreal mas ao mesmo tempo foi algo que aconteceu em um tempo certo, sabe? Sem pressão e coisas desse tipo. Natural é a melhor palavra para definir o relacionamento delas. O romance sofre as consequências por causa de um fantasma de Imp (e o principal deles eu devo dizer): Eva Canning. Ela é uma mulher misteriosa que Imp encontrou na estrada e à partir daí se tornou sua obsessão. O livro e a narração se tornou muito mais prazerosa e angustiante após Eva surgir. Fui tomada pela curiosidade de querer saber se ela é real o não, e como a personagem passaria a lidar com a situação. Se foi difícil para mim, que sofri com aquelas angustias, imagina para Imp?!

Eu tenho a edição antiga, com a capa comum. Depois de uma semana que recebi meu exemplar a editora anunciou a edição de luxo. Fiquei bastante chateada, mas não comprei só para ter uma edição mais bonita. Agora que li o livro e o amei com certeza colocarei ele na minha lista de desejados, mas sinceramente não vou dar prioridade. Para mim é só beleza. rs

Uma coisa que me incomodou (e eu não sei se isso foi intencional e caso não tenha sido intencional se foi corrigido na edição nova) é que em alguns momentos Imp datilografava algo como “há 20 páginas atrás eu falei bla bla bla”, mas se o leitor voltasse as vinte páginas veria que na verdade ela não teria falado aquilo naquela página mas em algum momento antes; Ou também “na página 153 eu falei tal coisa e na 178 tal coisa” e então a mesma coisa, se o leitor voltasse não encontraria nada daquilo. Isso poderia ser algo para reforçar a deficiência mental dela, mas se eu bem me lembro bem sempre que ela citou algo assim ela realmente havia falado o que ela disse que falou, só as páginas que não eram a mesma citada por ela. Como eu disse, pode ter sido intencional mas se não foi é algo que poderia ser arrumado.

— Você é uma coisa ruim. É uma abominação.
— Eu sou como sou. Assim como você.

Essa resenha foi originalmente publicada no meu blog Estilhaçando Livros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s