Início » Livros » Resenha: Não Olhe!

Resenha: Não Olhe!

Título: Não Olhe! (Não Pare! #2)

Autor: FML Pepper

Editora: Valentina

Páginas: 350

Opções de livro impresso: Buscapé

Livro cedido em parceria com a editora Valentina.

Sinopse: Zyrk pode estar com as horas contadas: a híbrida acabou de cruzar o portal e o frágil equilíbrio entre os quatro clãs encontra-se definitivamente ameaçado. Há milênios forças ocultas espreitam, aguardando apenas o momento de emergir das sombras e mostrar seu poder.
Fugir e sobreviver. Aceitar e lutar. Há muitos caminhos, mas qual deles seguir se a Morte possui várias faces?
Nina acorda entre a vida e a morte na terceira dimensão, levada para a sombria Thron. Richard, o nada confiável resgatador de apaixonantes olhos azul-turquesa, luta contra sua própria natureza. Cruel e sanguinário, Rick está confuso e cada vez mais cercado por seus inimigos.
Mesmo o melhor dos guerreiros, o mais temido e destemido, está protegido da força de um grande amor?
Ele e a híbrida viajarão por toda Zyrk, e ela irá se deparar com um universo fantástico, um mundo violento, o plano da Morte. Lutando para se libertar de seus medos e determinada a encontrar seu caminho e sua identidade, Nina embarcará em uma jornada de descobertas arrasadoras, um percurso sem volta.
Mas a garota das pupilas verticais descobrirá que as vontades do coração podem ser mais traiçoeiras que lendas ou maldições.

Finalmente peguei Não Olhe! para ler. Depois uma ansiedade após o termino de Não Pare! eu estava mega ansiosa para pegar logo o segundo volume, mas acabei adiando e adiando. Até que chegou 2016 e não deu mais para esperar. Mais uma vez FML Pepper nos coloca nesse mundo criado com tanta criatividade e melhor ainda: O segundo volume é todo ambientado em Zyrk. Como eu disse na resenha de Não Pare! eu adorei a mitologia criada e nada melhor do que saber mais sobre ela estando na própria dimensão. O problema, para mim, é que a leitura de Não Olhe! apesar de ter sido rápida (curiosidade fala mais alto) foi também arrastada e atribuo essa culpa em Nina e seus sentimentos por Richard. 

Uma das coisas que mais gostei no primeiro volume foi justamente o romance não ter sido todo o foco do livro, mas nesse caso ele é presente em cem por cento da obra e toda aquela carga dramática necessária por conta da impossibilidade do casal ficar juntos me deixou realmente… irritada. Não considerando apenas os sentimentos de em relação a mas sim em todo o resto a protagonista ainda continuou me irritando por simplesmente querer tomar atitudes diante de situações que fogem do seu controle; e o pior de tudo: ela usar a sua condição de hibrida para algo a seu favor sem nem ao menos pesar as consequências que aquilo poderia ter nos outros. Teoricamente os humanos que tem bons sentimentos e ela poderia bem dar o exemplo disso, mas acaba dando o exemplo também de que os humanos sabem fazer coisas não tão boas em beneficio próprio. A personalidade de Richard também não passa a agradar muito, mesmo com a clara mudança que o personagem tem em relação ao primeiro livro. Agora nós já sabemos melhor do que a protagonista quem e como ele é mesmo sendo mais fácil lidar com suas mudanças de humor também ficou mais difícil aceitar tudo o que ele faz simplesmente por sabermos que ele não é realmente daquele jeito. E bom: eu bato na tecla de que todas as vezes que Nina ficou em perigo nesse livro a culpa foi dele; Graças a algo que ele fez e escondeu da menina. E o pior de tudo é que ele mesmo quem a salvava. Sério? rs Ele não precisaria salva-la se ele mesmo não a colocasse em perigo, se ele não tivesse certas atitudes e perdesse confiança de menina sempre que a reconquistava.

Mas sinceramente não acho que vale a pena citar apenas o que me deixou irritada na leitura. Apesar dos pesares FML Pepper mostrou que sabe bem para qual rumo deseja levar a história e fez isso de um modo que prende o leitor o tempo inteiro. A curiosidade de saber sobre cada reino, cada líder e até mesmo o próximo passo de Nina foi me consumindo por inteira. Ver que personagens que haviam ficado para trás em Não Pare! retornaram e tiveram um papel super importante no desenvolvimento da história acabou me deixando bem feliz e até com aquela pontinha de esperança de que a história poderia caminhar para o que meu coração de shipper queria. Mais detalhes sobre a lenda nos foram apresentados e alguns fatos novos que me deixaram de boca aberta e agora mais do que curiosa para a leitura de Não Fuja!.

Em meio a tantas questões, eu não sabia o que era pior: constatar que os zirquinianos não valiam nada ou o relativo valor de minha vida para eles.

Em meio à tantas lendas, tantos comentários de diversos personagens e principalmente todos os momentos em que algum personagem diz que os zirquinianos não tem condições de ter sentimentos bons eu ficava me perguntando: mas porque alguns são melhores do que os outros? Porque alguns fazem coisas boas em relação à outros e até mesmo quando se trata de Nina? Na minha cabeça, que está apenas teorizando eu quero deixar claro, os zirquinianos cresceram com essa convicção de que não podem ter nenhum sentimento bom que acabaram se convencendo disso mas que na verdade mesmo sem ter contato com a hibrida eles podem desenvolver algo (até pelos da mesma especie), só basta eles ter noção disso de alguma forma. Mas como eu disse isso é uma teoria e posso estar errada, né?

O que me resta agora é aguardar a Valentina lançar o terceiro livro logo. ♥

Anúncios

11 pensamentos sobre “Resenha: Não Olhe!

  1. Oie, tudo bom?
    Gosto muito dessa série e li quando a Pepper ainda não tinha editora para a história. Realmente o Richard causa uma série de problemas e ainda não consegui simpatizar com o personagem. Gosto mais do John por razões óbvias.
    Olha sua teoria tem uma certa razão porque muitas coisas que ajudaram Nina, vieram como atitudes bondosas dos zirquinianos.
    Ansiosa também pelo terceiro.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

  2. Olá Silviane tudo bem, eu li a trilogia ainda em e-book, quando não tinha lançado pela Valentina, e a FML me surpreendeu muito com o enredo da história, é bem dinâmica, o romance eu esperava que fosse ficar um pouco enrolado, mas até pela idade da personagem é aceitável. Sua resenha ta ótima. Bjkas

  3. Olá… tudo bem??
    Adorei a sua resenha e os pontos levantados, mas sou bem suspeita em falar, porque adoro a Nina – me julguem rs – Não fiquei irritada com a Nina, não dá para pedir muito dela, porque além de ela ser uma adolescente o mundo dos zirquinianos caiu de ponta cabeça em suas mãos… mas essa é a minha opinião pessoal, gostei muito de saber a sua… eu adoro a escrita de Pepper, ela prende o leitor do inicio ao fim e sim não vejo a hora de reler a trilogia, mas agora com os livros físicos e devidamente autografados… Xero!

  4. Oi Sil!

    Assim como você, gostei do primeiro livro e fiquei louca para ler a continuação de Não Pare! a originalidade do enredo foi o que mais me conquistou, o Richard realmente é um típico personagem que não consigo gostar, quanto a Nina, acho ela interessante, mas visto os pontos que você citou, acredito que não vou gostar muito desses dois no segundo livro. Acho uma pena que o romance fica sendo o foco nesse livro, apesar dele ser importante, acredito que possa sim ser o plano de fundo, afinal, tem situações no enredo que devem ser levadas mais em conta que a relação do casal. Enfim, espero ler em breve este livro!

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

  5. Ainda não li nada dessa série, mas já tenho os dois primeiros livros. Aguardo o lançamento do último para ler seguido e vivenciar a emoção da trilogia sem interrupção. Gostei de saber suas impressões tanto positivas quanto as negativas. Valeu pela dica de leitura nacional! Espero que o último livro supere suas expectativas, quem leu em ebook amou!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

  6. Aquelas amigas que entregam a outra: nossa, no whatsapp você estava bem mais revoltada que na resenha, que profissional! UAHSUAHSUA
    Brincadeiras a parte, a resenha ficou ótima e apesar de saber que vou me irritar com o romance também, você conseguiu me convencer a iniciar a trilogia. Mas ainda acho que não vou curtir a Nina. Enfim. Vou ler o primeiro livro pra ver qual é;

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

  7. Não poderia ter sido tão mais perfeita em sua resenha. Apesar de não concordar com sua opinião em relação a Richard… Mas concordo que a Nina e ele me deram dor de cabeça em muito e muitos momentos.
    E sem falar que outros personagens ganharam meu coração… Como por exemplo John, mas o Rick é quem o domina. Hahahah
    Parabéns por sua resenha… E mais uma vez obrigada por sua indicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s