Início » Geral » TOP » Os 10 livros mais vendidos de 2015

Os 10 livros mais vendidos de 2015

Vocês já viraram quais os livros que mais saíram das prateleiras no último ano? Então, vamos conferir.

Todo ano, o site do PublishNews realiza uma consulta a diversas livrarias do país e analisa, através dos dados obtidos e da soma simples das vendas, quais os 20 livros que mais foram vendidos, separando-os por categorias. A pesquisa, claro, pode apresentar erros, até mesmo porque são enviados ao PublishNews uma lista de cada livraria com apenas os vinte mais vendidos (assim, por exemplo, o livro A, que está na lista de mais vendidos da livraria X, pode não estar na lista de mais vendidos da livraria Y, impedindo que o site tenha acesso ao número de cópias vendidas do livro A na livraria Y e prejudicando a contabilização).

Apesar dessa margem de erro, é interessante ver quais os livros que mais fizeram sucesso e, às vezes, identificar os motivos (ah, lançou filme, saiu notícia, o autor veio para o Brasil, etc.). Então, elenquei aqui os 10 mais vendidos, conforme a lista elaborada, os quais estão em ordem crescente de vendas – para criar um suspense.

10º Lugar – Número zero

numero zero

Autor: Umberto Eco
Editora: Record

Sinopse: Um grupo de redatores, reunido ao acaso, prepara um jornal. Não se trata de um jornal informativo; seu objetivo é chantagear, difamar, prestar serviços duvidosos a seu editor. Um redator paranoico, vagando por uma Milão alucinada (ou alucinado numa Milão normal), reconstitui cinquenta anos de história sobre um cenário diabólico, que gira em torno do cadáver putrefato de um pseudo-Mussolini. Nas sombras, a Gladio, a loja maçônica P2, o assassinato do papa João Paulo I, o golpe de Estado de Junio Valerio Borghese, a CIA, os terroristas vermelhos manobrados pelos serviços secretos, vinte anos de atentados e cortinas de fumaça — um conjunto de fatos inexplicáveis que parecem inventados, até um documentário da BBC mostrar que são verídicos, ou que pelo menos estão sendo confessados por seus autores. Um perfeito manual do mau jornalismo que o leitor percorre sem saber se foi inventado ou simplesmente gravado ao vivo. Uma história que se passa em 1992, na qual se prefiguram tantos mistérios e tantas loucuras dos vinte anos seguintes. Uma aventura amarga e grotesca que se desenrola na Europa do fim da Segunda Guerra até os dias de hoje.

Comentário: não teve filme, não teve vinda do autor, mas é Umberto Eco, e acho que só o nome do autor já basta para a compreensão.

9º Lugar – A garota no trem

garota no trem

Autora: Paula Hawkins
Editora: Record

Sinopse: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson -, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

Comentário: Não somente o livro foi considerado um ótimo thriller e comparado a “Garota Exemplar” (que ficou em 20º lugar da lista), da autora Gillian Flynn, como está sendo adaptado para o cinema. A previsão de estreia é setembro do ano que vem, e o elenco conta com Emily Blunt (como a protagonista Rachel),  Justin Theroux, Rebecca Ferguson, Lisa Kudrow, Luke Evans e Haley Bennet.

8º Lugar – Cinquenta tons mais escuros

cinquenta tons mais escuros

Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca

Sinopse: Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e decide se concentrar em sua carreira: ela acaba de conseguir um emprego em uma editora de livros de Seattle. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, ela descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana, por sua vez, tem que enfrentar algo mais palpável: a ira e a inveja das mulheres que a precederam no coração e na cama de Grey.

Comentário: Acho que nem é preciso falar muito sobre o livro. A série foi uma das mais vendidas nos últimos anos, e o sucesso só aumentou este ano com a estreia do filme estrelado por Dakota Johnson e Jamie Dornan. Todos os livros da série entraram na lista, embora um deles não tenha ficado entre os 10 primeiros, motivo pelo qual não consta aqui.

7º Lugar – Simplesmente acontece

simplesmente acontece

Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito

Sinopse: O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

Comentário: De todos da lista, foi um dos que mais gostei. Em 2014, o livro foi relançado no Brasil com o nome “Simplesmente Acontece” (o antigo título era “Onde Terminam os Arco-Íris”) pela editora Novo Conceito. O filme, porém,  estreou somente em 2015, após várias remarcações de data. Na segunda metade do ano, a popularização do filme foi ainda maior, tendo em vista que foi incluído nos filmes disponibilizados pela rede Netflix.

6º Lugar – Cinquenta tons de cinza

cinquenta tons de cinza

Autora: E.L. James
Editora: Intrínseca

Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso – os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

Comentário: Mesmo comentário de “Cinquenta Tons Mais Escuros”. Sucesso dos livros aumentado com a adaptação cinematográfica. Era óbvio que o primeiro livro da série estaria entre os 10 primeiros.

5º Lugar – Para onde ela foi

para onde ela foi

Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Se você tivesse uma segunda chance para o primeiro amor… Você aceitaria? Já faz três anos que o amor de Adam salvou Mia após o acidente que mudou a vida dela. Três anos desde que Mia saiu da vida de Adam para sempre. Vivendo agora em lados opostos do país, Mia é um talento em ascensão na Juilliard, a conceituada escola de música, e Adam é o típico astro do rock de Los Angeles, com direito a notícias nos tabloides e uma namorada-celebridade. Quando Adam se vê sozinho em Nova York, o acaso reúne o casal mais uma vez. Por uma noite.

Comentário: O livro é a continuação de “Se Eu Ficar”, cuja adaptação cinematográfica estreou no Brasil no segundo semestre do ano passado.

4º Lugar – Toda a luz que não podemos ver

toda luz que não podemos ver

Autor: Anthony Doerr
Editora: Intrínseca

Sinopse: Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.

Comentário: Na verdade, desde o lançamento do livro, só tenho lido críticas positivas, tanto em fontes brasileiras quanto em fontes do exterior. Ainda, o livro ganhou o Prêmio Pulitzer de 2015.

3º Lugar – Cidades de papel

cidades de papel

Autor: John Green
Editora: Intrínseca

Sinopse: Neste livro, Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Quentin vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério.

Comentário: Inicialmente, todo livro (ou quase todo) do John Green faz sucesso. Posteriormente, este livro em específico foi adaptado ao cinema, sendo protagonizado por Nat Wolff e Cara Delevingne, e teve sua estreia na metade deste ano.

2º Lugar – Se eu ficar

se eu ficar

Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito

Sinopse: A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera… e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Comentário: Da mesma forma que sua continuação, “Se eu ficar” entrou para a lista de 10 livros mais vendidos de 2015, ocupando a posição de segundo lugar. Honestamente, não me senti cativada pela história, tendo largado o livro na metade, mas não acho que a mera estreia do filme no segundo semestre de 2014 seja a única justificativa para a posição. Meu gosto não reflete, neste caso, o gosto das pessoas em geral. Li diversas críticas positivas ao livro, cuja qualidade já seria suficiente para o sucesso de vendas. A adaptação somente contribuiu.

1º Lugar – Grey

grey

Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca

Sinopse: Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E. L. James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo. Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Comentário: Era óbvio que este livro ocuparia uma posição de destaque. Se os outros livros estão na lista, o mais recente a ser lançado estaria também. Sucesso da série, sucesso do filme, novo livro, novo ponto de vista: Grey veio para brilhar. Meu gosto, novamente, não reflete o gosto da maioria, mas reconheço que não é uma posição incompreensível.


O que vocês pensam dos livros mais vendidos do ano e/ou das justificativas para as posições que ocuparam?

Fonte: http://www.publishnews.com.br/ranking/anual/9/2015/0/0

Anúncios

Um pensamento sobre “Os 10 livros mais vendidos de 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s