Início » Livros » Resenha :: Black Para Sempre | Sandi Lynn

Resenha :: Black Para Sempre | Sandi Lynn

Título: Black Para Sempre – Trilogia Forever #1

Autor: Sandi Lynn

Editora: Valentina

Páginas: 254

Onde costumo comprar (Opções de livro impresso): Saraiva

Sinopse:Ellery sempre imaginou que seu futuro estaria ao lado de seu namorado perfeito e seu felizes para sempre estava garantido. Entretanto, quando ele faz suas malas e pede espaço, ela vê seu mundo ruir e decide focar somente em suas pinturas e desistir de relacionamentos, até que em uma noite ajuda um homem completamente bêbado a chegar a sua casa em segurança. Um homem que logo estará disposto a brigar por um futuro ao lado de Ellery e apoiá-la quando seu mundo estilhaçar novamente.

Resenha

 

Black Para Sempre é o romance de estreia de Sandi Lynn e foi muito esperado para ser traduzido aqui no Brasil. A Valentina resolveu atender o pedido dos fãs (e já eram um bocado) e trouxe a trilogia Forever para seu time. Só teve um problema: fãs às vezes são meio ingratos. Teve uma polêmica com a editora quando a capa foi divulgada, porque os fãs estavam acostumados com a capa americana, que era mais sombria. Até a autora se meteu no meio! Bom, pessoalmente achei a capa da Valentina MUITO linda e super combina com a história. Muito bem trabalhada, com cores que agradam e ficaram bem harmoniosas. Mas enfim, dito isso, vamos à impressão de leitura.

O livro conta a história de Ellery Lane, uma pintora que é abandonada pelo namorado, Kyle. Ela mora em New York e tem como melhor amiga a estonteante Peyton. Poucos dias depois do término do namoro, Ellery, sem saber, ajuda o bad boy milionário Connor Black a chegar em casa a salvo depois de uma noite de bebedeira. Quando Connor acorda e vê Elllery em sua casa, ele acha que dormiu com ela e já fala sobre suas ‘’regras’’ para as noitadas. Ellery então solta os cachorros em cima dele e Connor percebe que ali está uma mulher que ele não pode deixar ir embora.

Eu solicitei Black Para Sempre porque muita gente falava sobre ele e raramente falavam mal. Decidi ver para crer, né. Eu andei numa maratona de livros pesados e pensei ‘’preciso de algo para me divertir’’. E consegui. O livro tem diversas cenas engraçadas em que eu realmente soltei risadas. É um romance bem levinho, mas acabou que pecou em muitas coisas.

O que tem de divertido, tem de sem noção. A trama é rasa, mal construída, os personagens principais são genéricos e – francamente – nunca vi uma mocinha tão egoísta e estranha quanto a Ellery. Sem falar no Connor que é meio que uma mistura de Edward Cullen e Christian Grey, mas não tem nenhuma explicação para isso e, por conseguinte, nenhuma tentativa de redenção.

A relação começa do nada e continua sem me fazer crer que aquilo era real. Do nada ele a queria. Do nada ela o queria. Do nada estavam sem conseguir se afasar. Do nada estavam apaixonados. Do nada se amavam. Eu não sei vocês, mas acho que leva mais de um mês para você verdadeiramente amar alguém. Especialmente se você sabe que não a conhece de verdade. E mais ainda se ela age como uma criança birrenta e egoísta durante o livro inteiro e não tem nenhuma explicação razoável para as ações dela. Outras relações também me pareceram bem forçadas.

12063971_837848786333717_1939708830_n

A cada risada de eu dava, acontecia algo que me irritava. Lynn não conseguiu criar uma história marcante, que eu pudesse pegar algo e dizer ‘’ela trabalhou bem esse tema’’. Não há tema. É uma situação drama criada apenas pela necessidade de continuar a história e dificultá-la. E por ser um livro super curto, as coisas correram demais e o final, apesar de bonito, não me deixou satisfeita. A impressão que deu é que não aconteceu nada o livro todo. Mas sabe uma coisa muito estranha: eu torci por eles. Por mais fraquinho que tenha sido o enredo, as situações me fizeram querê-los bem e juntos.

Quando terminei o livro eu imaginei que não tinha como ser uma trilogia, ou que os próximos livros não falavam sobre eles. Porém, a continuação Você Para Sempre é a história vista do pontos de vista do Connor e é aparentemente o que acontece entre o final desse primeiro livro e o epílogo (que já conta quase tudo sobre a jornada deles). Isso me dá muito mais vontade de ler porque ele pareceu ser um personagem muito mais razoável. Ellery me irritou de verdade.

E tem uma coisa que preciso comentar: cadê a criatividade na construção do casal? Alguém sempre tem que sofrer muito, os dois tem que ser muito lindos e desejados e um dos dois tem que ser milionário? Não dá para ter um casal mais realístico não? Sério, gente ‘-‘

Quanto à edição: sobre a capa já falei. A revisão tá bem feita, vi apenas alguns errinhos que esqueci onde .-. No início de capa capítulo tem a imagem da capa. Achei legal. Entre cada passagem de tempo tem dois símbolos do inifinito.

Enfim… é um livro bom? É. Para quem curte um New Adult. Eu tô acostumada com histórias que me desafiem um pouco mais, mesmo nesse gênero. Não foi uma decepção total, mas eu esperava um pouco mais dado toda a campanha que foi feita para que o livro chegasse aqui. É divertido, tem seus bons momentos, mas não leia com muitas expectativas.

Anúncios

Um pensamento sobre “Resenha :: Black Para Sempre | Sandi Lynn

  1. Pingback: Novidades Valentina :: Nós Para Sempre & Booktube Valentina | Cantar em Verso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s