Início » Séries de TV » Adaptações » Review :: The Vampire Diaries – 7×01 ”Day One of Twenty-Two Thousand, Give or Take”

Review :: The Vampire Diaries – 7×01 ”Day One of Twenty-Two Thousand, Give or Take”

CE_EC1gUUAEGK6P

Oi, galera!

E ela voltou! Uma das séries mais inconstantes dos últimos tempos, aquela que imita Dragon Ball e ninguém nunca tá realmente morto: The Vampire Diaries!

O texto conterá spoilers.

Depois da saída da Nina todos nós nos perguntamos o que seria de TVD sem a personagem central de todas as tramas. Pessoalmente eu estou serelepe e saltitante porque eu gostava tanto da Elena quanto da Serena de Gossip Girl, ou seja, pra mim saiu tarde, tchau e benção. Infelizmente a Serena não saiu e ainda teve um final feliz ¬¬ Maaas enfim. O ponto é que para mim sem Elena há jeitos da série voltar a ser interessante. Não tinha mais o que escrever. Tava um drama sem nexo atrás do outro e únicos pontos realmente fortes das duas últimas temporadas foram da Caroline, Enzo e Katherine (essa era lacradora).

Bom, voltamos com uma cena de flashfoward de Stephan acordando Damon e ele parece estar em perigo. Depois há o retorno para os dias atuais, que se passam algumas semanas depois da Elena ter entrado em coma. Vemos Caroline contando o que ocorreu com a galera e o Damon, obviamente, saiu da cidade para se lamuriar pela perda da insossa namorada e levou consigo Alaric, que também está de coração partido devido à morte da Jo (dessa eu gosto).

Num papo do Damon com Alaric descobrimos que o D fica pensando se deve deixar a Bonnie viver ou não, porque como sabemos, enquanto ela viver, a Elena não acorda. Eu achei isso bem ridículo. Bonnie e Damon criaram uma amizade tão *-* que se tornou uma das poucas coisas legais da série na sexta temporada. Enfim. Vemos Alaric indo a videntes, basicamente procurando pessoas com dons sobrenaturais e já podemos ficar desconfiados com isso. Ele mostra uma pedrinha vermelha marota pro ”vidente” e eis que… na cena seguinte vemos Lily – mãe dos irmãos Salvatore – pedindo a Enzo que encontre a pedrinha para ela. Já viu a merda? Pois é.

Caroline continua naquele draminha de ”ai, preciso me curar” sem querer dar uns catas logo no Stephan. Cara, ela passou quase uma temporada inteira querendo xinxá com ele e quando o cara se declara ela vem com ”não estou pronta para isso agora”. E o draminha continua pelo episódio todo enquanto eles tentam lidar com o problemas dos novos habitantes da cidade: a família de Lily – os hereges. Na boa, eu ainda não entendi qual a deles e porque são tão modafuca, mas ok, vamos aceitar. Temos a apresentação do casal lésbico prometido e são atrizes muito fodásticas. Sempre gosto de vilões. Especialmente os que tem dicotonias para eu analisar. Tipo Klaus e Katherine. E as atuações são mais legais. Anyway… os hereges são apresentados como um grupo violento e claro que iria dar merda. Quando eles começam os ataques, Stephan e a crew vêm a necessidade de pará-los e bolam um plano (ridículo) para destruí-los. Estamos apenas no primeiro episódio então todo mundo sabe que o plano falha e acontece mais merda ainda. E eis que eles inventam uma solução que pareceu bastante sem noção para mim: evacuar toda a cidade e entregar as terras para os hereges. Fazem um acordo de ”não mexa comigo que eu não mexo contigo”. Sério, que tipo de mestiço de vampiro+bruxo que claramente tá insatisfeito em ficar em casa sem nada para fazer iria aceitar um pedaço de terra e ficar na boa para viver feliz para sempre? Mas continuando… Bonnie, Damon e Alaric retornam à cidade e onde tem o senhor D tem confusão e qual a primeira coisa que ele faz? Declara guerra contra os hereges matando um deles. Foi culpa da Bon Bon, maaaas uma vez que o D sabia do acordo ele não deveria ter feito isso.

Então vemos Enzo decidindo de que lado da batalha ele ficará e me decepcionando. Poxa, Enzo, eu gosto de você :/ Voltando para Alaric, vemos aqui a personificação do ”ninguém morre nessa série” e vemos ele dizendo claramente que vai tentar ressuscitar a Jo. Oh céus. Terminamos com outro flashfoward continuando a cena de Stephan acordando Damon e somos ”apresentados” a uma provável caçadora de vampiros modafuca. Aparentemente os hereges já a conhecem e foram caçados por ela. Já estou curiosíssima.

No todo foi um episódio que mantém a linha normal de TVD, com cenas sombrias à noite e muito coloridas pelo dia. Eles sempre fazem questão de diferenciar muito bem dia e noite e seus tons. No geral achei bem melhor que os anteriores e a uma vez que pararem tanto com o drama da ausência da Elena acho que tendo a ficar bem melhor. Agora tem mais espaço para trabalhar os outros personagens e gostar mais deles. Sem falar na oportunidade para os atores. Dou um 7,5 para o episódio e creio que a tendência é só subir nos próximos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s