Início » Livros » Resenhas :: Zac & Mia

Resenhas :: Zac & Mia

Eu sempre evitei livros sicklit por não me identificar com o gênero, porém ao ver Zac & Mia eu resolvi solicitar para tirar a tal mochila do preconceito e sair da zona de conforto. Infelizmente o livro não me ajudou em nada para continuar me aventurando em livros desse gênero.

Título: Zac & Mia

Autor: A. J. Betts

Editora: Novo Conceito

Páginas: 288

Opções de livro impresso: Buscapé

Sinopse:A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia – bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Vocês podem perceber através das minhas resenhas o quanto eu valorizo bons personagens, afinal na maioria dos meus comentários sobre livros eu falo muito mais sobre os personagens do que a história em si. Acredito que são os personagens que fazem a história ser boa ou ruim de acordo com o meu ponto de vista e infelizmente em Zac & Mia nenhum dos personagens me agradaram.

Zac é um pouquinho mais interessante do que Mia. Apesar de tudo o que aconteceu em sua vida nos últimos meses ele tenta não se deixar abater e muito menos desconta a sua raiva nas outras pessoas que mesmo impotentes diante da situação só querem ajudar. O que me irritou um pouco nele foi a extrema paciência que ele teve com Mia desde o inicio da história, já que ela é uma menina bastante mimada e que não aceita a sua atual condição. Até aí tudo bem, afinal que garota de 17 anos tem que aceitar seu diagnostico com câncer? Pois é, nenhuma; Mas nem por isso precisa agir da forma como ela age: Atacando todo mundo (incluindo a própria mãe), fingindo que nada de errado está acontecendo em sua vida e mesmo depois que a situação piora ela só consegue pensar em coisas fúteis (o tempo todo pontuando que ela não é mais uma garota bonita e que ninguém mais quer transar com ela). Eu me irritei bastante com o livro neste aspecto e por isso acabei me desiludindo mais com o gênero.

Eles dizem que o câncer deixa você mais forte. Não deixa. Bagunça a sua cabeça. Cria uma coceira que você não pode coçar e um coração que não para de doer.

Acredito que por não ter gostado dos personagens de modo algum a narrativa também tenha me deixado bastante incomodada. Tive a impressão de que li, li e li e não sai do lugar. As primeiras 100 páginas, na minha opinião, foram super enroladas com narração apenas do Zac no seu quarto no hospital. Pouca coisa acontecia na sua vida e ele ficava páginas divagando mais e mais. Quando finalmente o ambiente mudou acreditei que haveriam melhorias, porém o sentimento de que estava parada no lugar permaneceu ao longo da leitura. O que é uma pena.

Ressalto aqui que está foi a minha opinião sobre o livro. Li alguns elogios sobre ele por aí mas infelizmente ele não atendeu as minhas expectativas (que não estavam tão absurdas assim, já que como disse não sou grande fã do gênero). Se você gosta de sicklit então leia e diga o que achou, pode ser que ele funcione muito bem para ti.

De todo o mais a capa do livro está linda e, como sempre, a Novo Conceito caprichou na diagramação. Vou anexar umas fotos para vocês conferirem.

Anúncios

11 pensamentos sobre “Resenhas :: Zac & Mia

  1. Pingback: Os favoritos de 2015 da Sil | Cantar em Verso

  2. Oi Sil, tudo bem?

    Que pena que o livro não contribuiu para você gostar do gênero. Não sou tão fã de sick-lit, mas já li alguns que eu gostei bastante… mas como você disse, cada um tem seu gosto. Mas imagino que se a gente não gosta dos protagonistas, já é meio caminho para não gostar do livro como um todo, afinal, quem faz o livro são seus personagens. Entendo como a doença é difícil, mas ser grossa, mimada fútil não ajuda em nada… gosto de personagens que mesmo com a doença, se mantem forte, lutando e tudo o mais.

    Gostei bastante da sua resenha e sua sinceridade.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima

  3. Oi tudo, bem
    As pessoas têm jeitos diferentes de reagir quando algo ruim acontece. Pelo visto a personagem estava com pena de si mesma, queria chamar a atenção e negava o que lhe tinha acontecido. E quando isso acontece, atacar a pessoa que está lhe ajudando, que está mais próxima de você é só o que ela faz. Entendo o comportamento dela. Que pena que os personagens não lhe cativaram, não lhe convenceram. Faz parte, alguns livros não são para a gente, mas são para os outros. Não sei se leria esse livro por agora, mas darei uma oportunidade assim mesmo.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  4. Olá. Tudo bem?
    Eu dou muito apresso aos personagens também. Dependendo, mais que a história, como você. Eu já não tinha ido com a cara da capa e quando li a sinopse, piorou. Não é muito meu estilo esse tipo de leitura. Se a leitura não flui, não vou nem tentar ler. Uma pena que você não tenha curtido a leitura. Mais outras obras virão, certamente rs
    Beijos

  5. Oieeeee, tudo bom???

    AIIIIIIIIIIIII, eu ACABEI de ler esse livro e tô profundamente apaixonada! Não consegui passar 48 hrs com ele pq a leitura flui com facilidade. Confesso que tive raiva da Mia em alguns momentos mas acabei entendendo ela, de verdade, já o Zac é um fofo (quero ele pra mim)!Uma pena você não ter gostado da leitura, eu como tinha acabado de uma SUPER chata chatíssima acho que acabei querendo mesmo algo mais leve e aí veio a calhar. Bjos

    http://porredelivros.blogspot.com.br/

  6. Olá, tudo bem?

    Meu preconceito com sick-lit está muito bem do jeito que está, prefiro não mexer, por isso nem tento dar chances para esse estilo de livro HAHAHAHA. Outro fator que me desmotivou completamente a ler a obra é a enrolação que você citou. Acho que se o livro não me prende nas primeiras 20 páginas, ele não vai fazer isso mais, aí eu passo outro na frente e vou ler algo mais proveitoso. Gostei da sinceridade do texto.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor – http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

  7. Ao contrário de você, gostei bastante do livro, mas é gênero que curto muito. Gostei das personagens; apesar das atitudes da Mia não serem legais já vi gente doente com os dois perfis de comportamento, dela e do Zac, e por isso consegui me ligar aos dois. O câncer é uma doença bem difícil de encarar, principalmente quando se é mais novo, e não é todo mundo que tem estrutura para lidar com ela. Pena que não funcionou bem para você.

    Beijo!

    Ju – Entre Palcos e Livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s