Início » Geral » TOP » TOP :: 5 melhores distopias Adult e Young

TOP :: 5 melhores distopias Adult e Young

jogoscapa

Primeiramente: O que é uma distopia?

 

É o oposto de uma sociedade utópica. Nela há o estado de opressão do povo por parte do governo e acompanha ou não do uso da tecnologia como objeto de manutenção do controle.

 

 

Acho que por uma linha de diferenças grandes de enredo e estrutura da narrativa, devemos dividir essas histórias em gêneros mais adultos e adolescentes. Como sempre, vai o aviso de que como é uma lista, vem acompanhada de um toque de preferência pessoal e não estão em ordem de classificação!

 

Distopias Adult

 

1. Isaac Asimov – Série Fundação

 

Essa série retrata a atividade humana a muitas centenas de anos a frente, onde todos os planetas possíveis de serem habitados já foram colonizados pelos humanos. Um psicólogo, Hari Seldon, cria uma ciência híbrida de Psicologia e Matemática e descobre com seus cálculos que o Império Galáctico está fadado ao fracasso. E próximo. Com a iminente queda do Império, a humanidade passaria por 30 milênios de barbárie até reconduzir-se ao conhecimento e civilização. Seldon bola um plano para diminuir esse tempo a 1 milênio, mas para isso ele precisa dos mais ilustres pensadores da galáxia para criar a ”Fundação”.


Disponível no site da Editora Aleph.

 

2. Alan Moore – V de Vingança

 

É uma obra desenvolvida em quadrinhos que fala sobre a perda da liberdade e da cidadania numa visão bem convincente do mundo. Se passa numa Inglaterra futurística que foi entregue ao fascismo. As pessoas vivem sufocadas e reprimidas pelo autoritarismo até que um homem, usando a máscara de Guy Fawkes, aparece como o efeito colateral a isso. Essa é uma história sobre a força rebelde do espírito humano contra estados de opressão. Brilhante e interessante, este é um livro símbolo do que é a resistência. Lembrem do 5 de Novembro…

 

3. Aldous Huxley – Admirável Mundo Novo

 

Admirável Mundo Novo é um livro escrito por Aldous Huxley e publicado em 1932 que narra um hipotético futuro onde as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, dentro de uma sociedade organizada por castas. A sociedade desse “futuro” criado por Huxley não possui a ética religiosa e valores morais que regem a sociedade atual. Qualquer dúvida e insegurança dos cidadãos era dissipada com o consumo da droga sem efeitos colaterais chamada “soma”. As crianças têm educação sexual desde os mais tenros anos da vida. O conceito de família também não existe. É mais uma brilhante obra que reflete sobre o que é ser humano, os limites da liberdade do ser e as consequências da falta de pensamento crítico.

 

4. Ray Bradbury – Farenheit 451

 

Na sociedade de Guy Montag os livros são queimados publicamente em fogueiras, para que qualquer possibilidade de pensamento crítico seja reprimido. Ele é um bombeiro, que antes eram responsáveis por apagar incêndios, mas agora são eles que ateiam fogo aos livros. Nessa sociedade cada casa tem uma parede completa ocupada por uma televisão na qual se pode conversar com um ”parente televisivo” ou ”amigo televisivo” sendo estas conversas controladas pelo governo. Guy passa por um momento de inquietude ideológica. Ele conhece sua vizinha, Clarisse, uma adolescente cheia de questionamentos sobre o mundo. Quando esta desaparece, Guy passa a guardar livros em sua própria casa. Quando é denunciado ele revolta-se e procura por um grupo no qual possa começar a formar uma frente de luta contra o governo a favor da preservação do conhecimento e da liberdade de pensamento.

 

5. George Orwell – 1984

 

1984 é um clássico, não só das distopias, mas da literatura mundial. O livro escrito por George Orwell em 1949 tornou-se quase sinônimo de sociedade totalitária, vigilância absoluta e controle do pensamento. Neste livro o mundo é dividido em três grandes blocos: Eurásia, Lestásia e Oceania que alternam eternamente entre guerras e alianças. Winston Smith, o protagonista, vive em Londres, parte da Oceania, bloco governado pelo Partido cujo chefe é o quase divino (e onisciente) “Big Brother”, e trabalha no Ministério da Verdade, setor do governo responsável por recontar a verdade milhares de vezes por dia. O básico dessa ação é que eles alteram as notícias sempre que o governo muda de posição, assim ele nunca comete erros e as pessoas não tem os registros disso. Dessa forma não se estabelece uma consciência política, uma vez que você não tem argumentos para discutir.

 

Bônus: Anthony Burgees – Laranja Mecânica

 

Alex nasceu numa sociedade a qual os índices de criminalidade são alarmantemente altos. E isso requer uma resposta eficaz e dura do gorverno. Ele faz parte de uma gangue e anda pela ruas com seus ”droods” (termo que é mudado vários vezes com as edições seguintes) fazendo barbaridades. Num certo dia, eles estupram e matam a esposa de um escritor. Alex é preso. Dentro da prisão ele descobre que se for voluntário de um experimento, sua pena pode ser reduzida. Ele então entrega-se como voluntário. O experimento é baseado no princípio Behaviorista, no qual se pode controlar o comportamento do indivíduo com o estímulo reforço adequado. Tudo desde como é feito o experimento até as consequência dele em Alex fazem você refletir sobre o verdadeiro eu do ser humano e o que o governo quer e espera de você – e até onde ele pode ir para conseguir.

 

Distopias Young

 

1. Suzanne Collins – Jogos Vorazes

 

Aparentemente por razões de desastres naturais o que antes eram os EUA agora tornou-se o país de Panem. Ele é dividido em 12 distritos e os mais próximos da capital são os mais abastados. Sendo assim, chegando no 12, encontramos os cidadãos mais pobres do país. Era antigamente dividido em 13 distritos, mas o último rebelou-se. No pós-guerra, quando o Capitol venceu (cidade que controla Panem) eles precisaram criar uma sistema que reprimisse novas revoltas. Assim é criado os ”Jogos Vorazes”: um tipo de reallity show no qual 2 adolescentes – uma garota e um garoto – de cada distrito são mandados para uma arena para lutarem até a morte, com apenas um sobrevivente. Durante 75 tudo ocorreu como o capitol esperava, até que uma cidadã do mais improvável dos distritos desafia a hegemonia dele.

 

2. James Dashner – The Maze Runner

 

Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam “A Clareira”, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr… correr muito.

 

3. Veronica Roth – Divergente

 

Em Divergente há o relato de uma sociedade que exilou-se do mundo. Seus cidadãos estão presos dentro da cidade e são divididos por Facções as quais selecionam-se as pessoas de acordo com suas afinidades e capacidades. São elas: Abnegação,  Audácia, Amizade, Franqueza e Erudição. A história é narrada na visão de Beatrice, ou Tris Prior, uma garota da Abnegação que está próxima do Dia da Seleção, no qual terá de escolher em qual Facção ficará. Sua família ou seus instintos? As suas escolhas a levaram a descobertas assustadoras sobre sua família, sua sociedade e sobre ela mesma.

 

4. Lissa Price – Starters

 

Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado.

 

Teri Tery – Reiniciados

 

As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade?

 

Bônus: Scott Westerfeld – Feios

 

 

Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá. Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre.

 

E aí, gostaram? ;*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s