Início » Livros » Resenhas :: Eu Te Darei o Sol

Resenhas :: Eu Te Darei o Sol

Título: Eu te Darei o Sol

Autor: Jandy Nelson

Editora: Novo Conceito

Páginas: 384

Opções de livro impresso: Buscapé

* Livro cedido em parceria com a editora Novo Conceito

Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém.
Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

~

Ao longo do mês li diversos elogios a este livro e então com ele ainda paradinho na minha estante resolvi adiar a leitura ao máximo para acabar não me decepcionando. Claro que ao finalizar eu me arrependi por tê-lo pegado antes de todos os outros. Meu Deus! Que livro é esse? Não da para explicar muito bem todos os sentimentos em relação a ele pois é uma mistura de tudo.

Noah e Jude são gêmeos com um enorme talento para arte (ele pinta e ela faz esculturas). A narração é feita pelos dois em primeira pessoa em períodos diferentes da vida deles. Ele narrando com 13/14 anos e ela com 16. É um curto espaço de tempo? Sim! Mas acontecem tantas coisas nesse período de dois anos que é até estranho pensar que, de fato, é assim mesmo a nossa vida. Bom, Noah é um garoto cheio de sonhos e planos para o futuro, admira mais do que tudo nessa vida a sua própria mãe e da a entender que não gosta tanto assim do pai apesar de ser bem perceptível ao leitor que na verdade ele gostaria muito de ter a aprovação do homem para ser simplesmente quem ele é. Jude é o tipo de garota recém-chegada a adolescência que quer chamar a atenção dos meninos, curtir com as amigas e não se importa tanto assim com as coisas que mais valem nessa vida. E então que nesse período de dois anos vemos a inversão dos papeis entre os irmãos e como leitora eu fiquei com a pulga atras da orelha com essa mudança drástica.

SILVIANE CASEMIRO | SILVIANE91 - @CANTAREMVERSO

Ao contrário do que pode parecer essa mudança foi excelente para a construção da personalidade dos personagens e até mesmo a forma como o leitor irá se apegar a eles. Eu, particularmente, não gostei muito de Noah no inicio. Sempre vi uma insegurança no garoto em relação a sua família e sentimentos que acabaram me irritando um pouco e ao ver Jude com a mesma personalidade me despertou algo diferente que me fez passar a gostar um pouco mais de seu irmão mesmo quando ele se tornou uma pessoa desprezível. Deu para entender mais ou menos o que eu quis dizer? Acho que parece um pouco confuso para quem não leu, mas enfim…

Eu não sei dizer qual era o objetivo real da autora ao escrever esse livro, mas se pudesse escolher algo seria: Destruir o coração dos leitores. A forma como ela vai desenrolando o mistério da tragédia que envolve a vida desses personagens não foi exatamente discreta. As pistas estavam todas ali para os leitores e então no final não ficamos surpresos com tudo o que acontece, mas apenas estáticos e com uma dor no peito. É uma história que mesmo que você nunca tenha passado por nada semelhante ao pé da letra vai acabar se identificando devido a alguns detalhes dos acontecimentos (o que é bem fácil, pois todos já passamos pela adolescência e sabemos como é a experiencia no convívio com as pessoas da família e amigos, além de um par romântico).

A narrativa do livro pode ser um pouco chata para alguns leitores. No inicio eu fiquei bastante incomodada com a quantidade de figuras de linguagem usadas principalmente por Noah mas ao longo das páginas eu fui me acostumando com elas e até o final eu praticamente ignorava esse detalhe. Outro ponto negativo é que os capítulos são bem longos e nesse caso eu vi outros blogueiros reclamando também. Para ser bem honesta o fato do capitulo ser longo não foi um grande incomodo para mim, pois ele tem bastante respiro mas o que me deixou mais incomodada foi que o capitulo mais longo do livro é de Noah e eu estava muito mais interessada em saber a história do ponto de vista de Jude. Quando o livro vai chegando ao final os capítulos passam a se alternar muito mais rápido e nesse caso eu até fiquei sem ar devido a rapidez como as coisas passaram a acontecer.

Lágrimas de luto deveriam ser coletadas e depois ingeridas para curar a alma.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que é ruim para o coração é bom para a arte. A horrível ironia da nossa vida como artistas.

Jandy Nelson mora em São Francisco, e lá, assim como Lennie, divide seu tempo entre cuidar das árvores e correr livremente pelo parque. Jandy é uma agente literária, poetisa com livros publicados, e acadêmica eterna. Formada pelas universidades de Brown, Cornell e Vermont. É uma pessoa supersticiosa e uma romântica dedicada, loucamente apaixonada pela Califórina, e pela forma como esse estado continua firme na ponta de um continente. O premiado livro Eu te Darei o Sol é o segundo livro publicado pela autora no Brasil, o primeiro, também lançado pela Novo Conceito é O céu está em todo lugar é seu primeiro romance.
Sil
Anúncios

10 pensamentos sobre “Resenhas :: Eu Te Darei o Sol

  1. Pingback: TAG: Esse ou esse? | Cantar em Verso

  2. Oi Sil, tudo bem?

    Acho que esse livro tem dividido bastante as opiniões, algumas pessoas amam e outras não gostam tanto assim, e eu estou doida para ler logo o meu e tirar minhas próprias conclusões. Mas sempre tem aquele medo de se decepcionar, te entendo nesse quesito.

    Acho bem legal essa diferença de narrativa e da idade dos personagens, e acho que entendi o que você quis dizer quanto a mudar de opinião sobre os personagens e eu fico curiosa sobre essa tragédia que houve na vida deles e que serviu para praticamente inverter as personalidades deles. O que me incomoda mesmo é o tamanho dos capítulos, mas isso vai depender do quanto a história vai conseguir me manter conectada.

    Beijinhos,

    Rafa

  3. Olá tudo bom? Já li algumas resenha sobre esse livro, e confesso que fiquei bastante curiosa para ler. Gostei muito da sua resenha, é bom saber que a leitura pode ser um pouco cansativa no início, mas que depois a história engrena e começa a ficar mais atrativa. Fiquei curiosa a respeito de como todo essa drama surge na vida dos personagens, parece ser uma ótima leitura. Beijos!

  4. Olá, tudo bem? Eu ouvi falar bastante desse livro e vi diversas críticas, tanto positivas quanto negativas. Mas não consegui me atrair pelo livro. Não é bem meu estilo de leitura. Mas que bom que você gostou, é bom quando um livro nos surpreende assim. E parabéns pelo blog, estou seguindo 😉
    Beijos

  5. Ola Sil o que me chama atenção no livro além da linda capa, são os capítulos serem narrados pelos irmãos em idades diferentes, vai mostrar visões diferentes e quero conhecer mais os irmãos seus medos e emoções. Saber mais sobre a tragédia que se abateu sobre eles. Esse já está em minha lista de leitura. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

  6. Olá… Silviane…
    Tenho lido várias resenhas desse livro e é incrível como ele diverge opiniões. Percebi que a leitura foi bem satisfatória pra você e isso é bom, poque ler um livro que nos prende e de alguma forma nos contagia é muito bom. Eu particularmente não tenho pretensão de ler, porque ele foge um pouco da temática a qual eu estou acostumada.. sua resenha ficou ótima… Xero!!

  7. Esse livro não destruiu nem um pouco meu coração, estava com expectativas altas a respeito da leitura que ele infelizmente não atingiu. Já até dei de presente para uma amiga o meu exemplar… rs… Os capítulos enormes me incomodaram demais, e apesar de ter gostado das personagens e das mensagens que o livro passa, ele não conseguiu me encantar. Mas que bom que sua experiência foi diferente.

    Beijo!

    Ju – Entre Palcos e Livros

  8. Oi, Sil!
    Estou com esse livro parado na estante e até agora não tinha tido qualquer estímulo para me aventurar nessa história. Gosto quando os autores destroem meu coração e eu fico com cara de palhaça porque não percebi o que, aparentemente, era óbvio. E realmente, em menos de 2 anos as coisas mudam, mas a vida passa tão depressa que nem percebemos. Quero muito descobrir o que afetou a vida de Noah e Jude. Ah, um ponto que você citou e me deixou um pouco incomodada foi o lance dos capítulos longos… Eu meio que acabo enrolando mais para ler quando isso acontece D:

  9. Ufa!!
    Estou aguardando esse livro para resenha-lo e através da sinopse não tinha capitado a intensidade da narrativa desse livro, através da sua resenha consegui sentir um pouco mais do drama da historia e talvez por ser uma historia intensa a leitura não flua com tanta rapidez, fiquei muito mais ansiosa ainda!!
    Ótima resenha!!
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s