Início » Filmes » Adaptações » Movimento Fale! contra o abuso :: Filme – O Silêncio de Melinda

Movimento Fale! contra o abuso :: Filme – O Silêncio de Melinda

Título: O Silêncio de Melinda (Inglês: Speak)

Diretor: Jessica Sharzer

Distribuidora: Imagem Filmes

Elenco: Kristen Stewart, D.B. Sweeney, Elizabeth Perkins , Eric Lively, Michael Angarano, Steve Zahn, outros

Adaptação do livro Fale! distribuído no Brasil pela editora Valentina. 

Sinopse: É o primeiro dia do primeiro colegial para Melinda, mas ela não se mistura à euforia dos corredores da escola, na verdade é como se nem estivesse ali. Isolada pelos amigos por ter chamado a polícia durante uma festa da galera, ela não consegue falar do terrível trauma que sofreu naquela noite, nem para as amigas, nem para si mesma. Mas decide tentar reencontrar sua voz e, finalmente, se expressar. O Silêncio de Melinda é um filme contundente e perturbador, adaptado do best seller “Speak” vencedor do prêmio New York Times.

Assisti esse filme pela primeira vez lá para meados de 2009 ou 2010 e já gostei muito mesmo nessa época. Apesar de não ser muito fã da Kristen sua fama por não ter expressão cai muito bem no personagem de Melinda já que a garota está bem transtornada e fechada para qualquer tipo de sentimento.
Na época não fazia ideia de que se tratava de uma adaptação e mesmo diversas vezes vendo o livro Fale! no Submarino e em outros sites nunca relacionei ele com o filme (esse nome judia bastante, né?). Ao ler a resenha no blog da Rafa, Vamos falar de Livros?, foi que eu finalmente me dei conta e resolvi assistir novamente para falar sobre ele aqui no blog (aproveitando a semana Fale! Contra o Abuso).

Antes de continuar com o post devo frisar que eu vou falar exclusivamente do filme. Eu ainda não li o livro, portanto não sei quais são as diferenças de um para outro, o quanto é fiel ou não e etc. Portanto não me matem! Ah! E também deixar claro que não é uma resenha ou critica e sim comentário sobre ele no que se relaciona com o tema (bullying e abuso). Bom, alguns já podem considerar como spoiler o detalhe do “abuso”, mas não é bem assim. Logo de inicio no filme é evidente que algo esta errado com a personagem e então em um dos flashbacks dela sobre a tal festa já é possível saber que aconteceu com Melinda.

speakPois bem, o filme já começa com uma cena bem tensa onde Melinda está desenhando na sua boca algo que simboliza o seu silencio. Além de ficar evidente que algo esta errado com a personagem já na primeira cena também podemos ver que as coisas em sua casa não vão tão bem quanto o esperado pela atitude de sua mãe ao ver a filha fazendo tal coisa. Este é o primeiro dia de aula da personagem e as próximas cenas se seguem nesse dia, evidenciando o quanto Melinda é uma garota solitária, quieta e alvo de comentários e bullying por parte dos seus colegas. Ao que se segue no filme é a rotina dessa garota, que aos pouco vai se redescobrindo (é assim como eu vejo).

No primeiro dia de aula o professor de artes passa uma tarefa para a turma através de um sorteio. Melinda pegou uma árvore, portanto ela deve focar seu ano letivo em desenvolver o desenho de uma árvore. No inicio da aula o professor diz uma frase bem significativa ao longo do filme:

Olá a todos, bem-vindos a Arte: A única disciplina que vai ajudá-los a sobreviver. Aqui é onde vocês podem encontrar a sua alma se tiverem coragem.

A tarefa da árvore e as aulas de Arte tem grande influencia para o desenvolvimento da personagem. De fato, ao longo do filme Melinda vai tomando coragem para se reencontrar, encontrar a sua alma. É engraçado o quanto uma simples árvore pode ter tanto significado para a personagem, de forma boa e também de forma ruim e quando o resultado final desse trabalho é revelado o sentimento é muito semelhante ao do próprio professor, pois naquele momento é evidenciado a transformação da personagem.

MelinaAo longo do filme existem diversas passagens com mensagens do gênero e que se eu colocar todas no post ele vai ficar maior do que já; Então antes de finalizar não posso deixar de falar sobre as passagens angustiantes. A primeira logo no inicio do filme, onde Melinda esta na mesa com algumas meninas e seu estuprador se aproxima dela como se nada tivesse acontecido. Angustiante a forma como Melinda se expressa nesse momento e nos seguintes – quando tudo a leva para a tarefa da árvore. (Eu acho que dei muita importância a essa tarefa, mas é algo que realmente tem um significado)

Uma das minhas cenas preferidas é quando marca uma grande mudança para a personagem.

Aconteceu. Não há como evitar, nem esquecer.

E então ela sai correndo, abre uma porta e temos aquela luz forte – como que simbolizando “a luz no fim do túnel”, sempre existe uma saída, sempre podemos superar nossos problemas, e etc. À partir daí que Melinda começa a mudar seu comportamento – aos poucos – e toma então a iniciativa de falar. :’)

O filme emociona (mesmo que de forma sutil). Confesso que me senti muito mais angustiada ao assistir do que emocionada, por diversos momentos; No entanto ele nos mostra que o silencio não é o melhor remédio contra o abuso, pelo contrário. O título por sí só é um pedido as vítimas. Fale, não tenha medo, o problema não é você por confiar naquela pessoa, ou por andar com roupa X. O problema não é você por gostar de se expressar de uma forma, ou por beber na festa. O problema é de quem comete o crime, ele precisa pagar pelo que aconteceu e não a vitima.

Mesmo que você não tenha lido o livro dê uma chance ao filme, independente das diferenças que eles possam ter ou não; São duas formas distintas de passar uma mesma mensagem e vale muito a pena.

Sil

Anúncios

15 pensamentos sobre “Movimento Fale! contra o abuso :: Filme – O Silêncio de Melinda

  1. Ao contrário de você, eu li o livro, mas não vi o filme. É bem parecido com o que você contou, e a tarefa da árvore também tem uma importância enorme, a única diferença é que o que aconteceu com a Melinda não é revelado tão rápido, mas tem um texto antes do primeiro capítulo que torna tudo meio óbvio. Enfim, espero que você leia logo e que eu arrume tempo pra ver o filme logo também!

    Beijo!

    Ju – Entre Palcos e Livros

  2. Oi Sil, sua linda, tudo bem
    Só pela imagem do trecho do filme que o garoto que a abusou fica por trás dela, já deu para sentir a tensão. Sem palavras para esse e outros tipos de violência, mas mesmo assim temos que falar!!! Temos que denunciar!!!!! Esse e outros filmes similares deveriam ser passados em todas as escolas, o livro Fale! deveria ser adotado por todas as escolas. Precisamos ir além da divulgação em rede social. Isso é um problema da sociedade e ela teria que se envolver. Também participei da campanha, parabéns por ter abraçado essa causa.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  3. Olá… Silviane…
    Nossa não sabia que esse filme é base do livro… fiquei mais curiosa… já tinha ouvido falar no filme, mas nunca tive tempo para assistir, agora vou assistir no final de semana… e como eu sou do contra… eu gosto da atriz… não acho ela sem expressão -podem me julgar haha- enfim… concordo com você… que nesse ponto ficar em silêncio não soluciona nada, pelo o contrário, deixa o agressor se achar forte e continuar fazendo a maldade… tem que ser denunciado.. não pode sentir vergonha… é um momento ruim sim, mas a vítima jamais será a culpada… infelizmente muitas mulheres não se sentem assim e tem medo pelas ameaças que recebem ou de que a sociedade tenha nojo delas… infelizmente no mundo em que vivemos atualmente ainda discorre isso ema alguns lugares, por isso a vítima prefere o silêncio, mas eu tenho fé que as coisas vão mudar e as pessoas vão ter a coragem de falar… Xero!

    • Oi, Di! Espero que você goste do filme.
      Quanto ao problema da nossa sociedade eu acredito que esta mudando aos poucos e tenho fé que em breve sera um problema pequeno perto de tantos outros… As mulheres estão cada vez mais ganhando voz, falando, gritando e certos crimes não ficarão mais impunes.
      Beijão.

  4. Oi, Silviane!
    Esse livro está na minha lista. Quero ler o livro também, mas estou bem ansiosa pela história, porque me emociono mais ao enxergar do que imaginando, ainda mais esse tema que é pesado. Já sofri ao saber da indiferença da mãe nos primeiros sinais de problema. E acredito que eu vá ficar tão angustiada quanto você ao acompanhar a história de Melinda.
    Beijinhos!
    Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

  5. Oláá!

    Acredita que não conhecia esse filme? Acho que a Kristen deve ter interpretado bem (já que não tem muita expressão SAUSHUA zuera) Mas eu adorei a forma como o enredo te prendeu e emocionou, acho que isso é mais palpavel por se tratar de filme, há uma imagem não é como um livro.
    Gostei da sua resenha e vou procurar esse filme online!

    Beijinhos,
    http://www.entrechocolatesemusicas.com

  6. Sil eu li o livro, mas sinto que não lembro quase nada dele a não ser o tema central que é bem na linha do que você disse do filme. Ainda não vi speak mas é um dos filmes que estão na minha lista, o problema é justamente o que você disse sobre não ser emocionante, mas sim angustiante. Para ver esse filme sinto que preciso estar em um bom momento, caso contrário não vai funcionar! Adorei saber o que vc tem a dizer sobre o assunto, sério mesmo!

    • Pois é, Ju… Espero que seu momento chegue logo, porque é muito bom mesmo. E o melhor é que ainda é independente, então as vezes o sentimento é muito mais real; sei lá… Eu vejo essas diferenças loucas.

      Quero ler o livro em breve, vou tentar compra-lo e colocar minhas impressões.

      Bjjjs

  7. Oi Sil, tudo bem?

    Eu fiquei sabendo desse filme quando li uma resenha de “Fale!” e a pessoa falou sobre isso. Tenho muita vontade de asssitir esse filme e, mesmo que eu não tenha lido o livro, acredito que vou assistir antes. E quando puder leio o livro (que aliás já está na minha lista de desejados).

    Beijos
    Leitora sempre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s