Início » Livros » Resenha: A Morte de Sarai | J.A. Redmerski

Resenha: A Morte de Sarai | J.A. Redmerski

Título: A Morte de Sarai. Livro 01 da Série ”Na companhia de assassinos”

Autor: J.A. Redmerski

Editora: Suma de Letras

Páginas: 255

Onde costumo comprar (Opções de livro impresso): Saraiva

Sinopse:Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte.
Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. Em “A morte de Sarai”, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

Resenha

Linda, mas derrota e destruída. Destruída para o resto da vida, e nenhuma dose de mutilação emocional vai lhe devolver a inocência. A garota é uma bomba-relógio, um perigo para si mesma e muito possivelmente para os outros. Eu não tinha certeza antes, mas agora sei que ela é mais instável do que eu poderia imaginar (…) Sarai é raiva.

Terminei de ler esse livro hoje e precisei fazer logo a resenha. U-a-u. Incrííível. Agora entendo porque via todo mundo tecendo elogios.

Eu conheci a Redmerski no Entre o Agora e Nunca, mas não li o livro, só sinopses e resenhas. Foi o tipo de romance que não me chamou atenção, mas quando li a sinopse de A Morte de Sarai bateu aquela curiosidadezinha e resolvi pedir. Ainda bem.

Não vou repetir o que já tem na sinopse e falar do enredo do livro, então vou me ater a minha experiência de leitura. Foi muito boa. A escrita da Redmerski faz você sentir que está ali bem do lado da Sarai ou do Victor o tempo todo. Não é como assistir um filme, é como estar lá mesmo. Cada situação, cada momento de tensão, você sente como se estivesse lá.

O livro é escrito em primeira pessoa com capítulos alternados entre Sarai e Victor (muito mais dela do que dele). Sarai é uma protagonista que eu adorei. E eu sou péssima com protagonistas… geralmente os odeio. Mas a psiqué dela, ainda que pouco utilizada por enquanto, foi bem construída e ficou interessante. Não é aquela boboquinha sonhadora ou metida que acha que vai salvar o mundo. Eu nunca li o suficiente de não-ficções para saber o que acontece com a mente de alguém que é mantida em cativeiro por nove anos e é tratada ”bem” e como propriedade de um chefão de cartéis de drogas e tráfico de mulheres, mas acho que a construção da Sarai, de acordo com a experiÊncia dela, ficou bem aceitável. Mais alguém aí que leu achou que a Sarai teve Síndrome de Estocolmo? Porque eu não achei isso, mas vi gente falando. A personalidade do Victor também foi bem pensada. Um assassino de aluguel frio, comedido e soturno que acaba sendo escolhido por Sarai para seu plano de fuga e acaba percebendo coisas que não sabia que existiam nele. A relação deles é muito crível, também. Não ficou aquela sensação de ”de onde isso veio”? Mas confesso que eu esperava que levasse um pouquinho mais de tempo. E nos capítulos do Victor, a Redmerski soube escrever muito bem, dando as informações necessárias no capítulo, fazendo-o legal de ler, mas sem desmascarar o Victor ao leitor. Muito bom.

Na primeira metade do livro há muita tensão e angústia na leitura, já na segunda metade, que começa depois de um certo acontecimento que acaba por mudar tudo, é muita empolgação. Em suma, o livro é ação o tempo todo. Algumas passagens foram pesadas na medida certa para nos fazer entender quem é ela, o que passou e o que ela poderia vir a se tornar. Não sei se ficou claro demais no enredo ou se eu que tô acostumada mesmo, mas não foi difícil imaginar o final do livro e interpretar o título desse primeiro livro e o do segundo (O Retorno de Izabel). Depois que algumas coisas rolam, fica bem fácil de pegar o feeling. Imaginando ou não como o livro terminaria, eu não tava preparada para o que a Redmerski faria. Ela não deu um ganho para o segundo livro… foi um abismo mesmo. Deu até urticária em mim. Simplesmente necessito de O Retorno de Izabel. Ne-ces-si-to. Socorro. O escritores deviam ser proibidos de brincar com os sentimentos da gente desse jeito.

Sobre a edição: capa muito boa, combina com o conteúdo do livro de uma forma quase poética. Textura legal também e por ser preto e branco com detalhes em vermelhos ficou bem charmosa. A diagramação é normal, a revisão foi bem feita, não vi problemas de tradução. Só vi falta de algumas vírgulas mesmo. Nada de mais. Edição aprovada.

E é isso. Tá mais que recomendado. Suspense de ação proibido para menores de 16 que atinge o público de todos os gêneros.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Resenha: A Morte de Sarai | J.A. Redmerski

  1. Pingback: TOP: 10 Melhores Leituras de 2015 | Cantar em Verso

  2. Fico completamente indignada com os acontecimentos na vida de Sarai algumas coisas saem mesmo fora de ordem. O livro é um dos que mais desejo e essa capa faz com que cada instante sem lê-los seja uma pena.

  3. Desde que conheci o livro estou querendo ler. A protagonista já me chama a atenção(e quando isso acontece é sinal de que vou gostar), além de que tem bastante ação, e suspense, o que gosto muito também. A capa chama muito a atenção.

  4. Desde que li a sinopse desse livro pela primeira vez fiquei curiosa…não cheguei a ler nenhum dos livros da autora mas a história desse parece merecer ser lida 🙂 Parece ter muita ação, suspense, conflito! E essa capa é mesmo linda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s