Início » Livros » Resenha: Ciclo das Trevas – O Protegido | Peter V. Brett

Resenha: Ciclo das Trevas – O Protegido | Peter V. Brett

Título: Ciclo das Trevas #1 – O Protegido

Autor: Peter V. Brett

Editora: DarkSide Books

Páginas: 508

Onde costumo comprar (Opções de livro impresso): Submarino http://www.submarino.com.br

Sinopse:Ao cair da noite, eles surgem por todos os lados, famintos por carne humana, demônios de areia, de vento e até de pedra, conhecidos como terraítas. Depois de séculos, a humanidade definhou e se tornou refém da escuridão. Arlen, Leesha e Rojer, jovens sobreviventes, atrevem-se a lutar e encarar as trevas. O jovem Arlen recebe os ensinamentos de um mensageiro e descobre que o medo, mais que os demônios, é o mal a ser combatido. Leesha tem a vida destruída por uma simples mentira e se torna ajudante de uma velha e misteriosa ervanária. E o destino de Rojer muda para sempre quando um menestrel chega à sua vila com uma rabeca. Juntos, eles podem oferecer ao mundo uma última, e fugaz, chance de sobrevivência.

E ai galera! Eu sou o Igor Oliveira, novo colaborador do Cantar em Verso, tenho 20 anos, sou estudante de direito, sou mineiro, criado e nascido em Téofilo Otoni. Meu gênero favorito de literatura é fantasia então a maioria das minhas postagens serão dentro desse tema. Críticas, desde que construtivas, serão sempre bem vindas! Então vamos lá para a minha primeira resenha aqui no blog!

Durante a noite, reinam os demônios, durante o dia, vivem os humanos temendo a chegada da noite, mas nem sempre foi assim. “O mundo não foi sempre como vocês o veem. Ah, não. Houve um tempo no qual a humanidade vivia com os demônios. Aqueles primeiros anos são conhecidos como Era da Ignorância.”. Assim era (rs) conhecida pois os humanos não haviam descoberto a escrita ainda, com a descoberta da mesma vieram então as Marcas de Proteção, “símbolos” que afastavam os demônios, com isso os humanos conseguiram criar resistência aos demônios e passaram a desenvolver ainda mais as marcas de proteção, ao ponto de descobrir proteções que não apenas repeliam como feriam as bestas. Armados dessas proteções de combate, travou-se A Primeira Guerra Demoníaca, a Era do Salvador. Após um tempo extenso travando essa batalha, a humanidade venceu e os terraítas voltaram às profundas, os humanos se acomodaram a uma vida tranquila e as proteções foram esquecidas. Eis que os demônios voltam à tona enfrentando novamente uma humanidade despreparada que consegue recuperar apenas as proteções necessárias para sobreviver, sendo deixadas na escuridão as lendárias proteções de combate.

Os nossos três protagonistas, Arlen, Leesha e Rojer, cresceram ouvindo essas histórias. Todos os três passaram em sua infância por eventos traumáticos, o que foi fundamental para o desenvolvimento das personalidades, um dos pontos mais fortes do livro. Brett foi muito competente no que diz respeito aos trejeitos de cada um.

Arlen, almeja ser um Mensageiro, uma classe que viaja através dos vilarejos e cidades levando suprimentos e mensagens (oh really?). Ele despreza a covardia, e se irrita em ver como os demônios tornam os vilarejos e cidades uma verdadeira prisão, além disso, Arlen possui uma competência particular nos desenhos de proteções. Já Leesha é direcionada, por eventos em seu vilarejo, aos ensinos de Bruna, uma velha ervanária. Por último temos Rojer que ainda criança foi salvo por um menestrel e os sentimentos e lembranças de uma época longínqua carregaram suas mãos para uma habilidade única e essencial.

Todos os três personagens trazem mensagens muito fortes dentro de suas respectivas histórias, cada uma muito bem trabalhada. O encontro com o protegido mostrará como cada um carrega O Salvador dentro de si e como os três são essenciais para mostrar a todos que a noite não deve ser recebida com medo e sim com coragem.

A escrita de Brett é fluída, com descrições na medida certa e ainda uma narrativa muito boa, principalmente quando se tratando dos ataques dos demônios. Como é natural, ao atingir o clímax a escrita também atinge seu ápice, e a leitura fica quase que ininterrupta, é bem verdade que a história possui lá seus clichês (como quase todo livro), mas ainda assim a qualidade da escrita e do plot compensam essas falhas na história. Um enredo excelente, executada de forma tão boa e ainda com uma aparência digna da DarkSide, capa dura e tudo mais (vieram até umas tatuagens com as proteções haha), certamente um livro que paga o investimento e deixa o leitor ansioso para a continuação que tem previsão para o próximo semestre. Valeu! E lembrem-se: “Todos vocês são salvadores! Se os terraítas tem medo do Salvador, que tremam diante de uma centena deles!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s