Início » Livros » Resenhas :: As Batidas Perdidas do Coração

Resenhas :: As Batidas Perdidas do Coração

Um amor que se inicia através da dor e da perda. Você acredita?

Título: As Batidas Perdidas do Coração

Autor: Bianca Briones

Editora: Verus

Páginas: 406

Onde costumo comprar (Opções de livro impresso): Buscapé

Sinopse: Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.
Não me agrada exatamente começar uma resenha com esse questionamento, mas eu vejo como algo necessário. Eu sei que estamos falando de um livro de ficção, porém os acontecimentos narrados podem ser próximos da minha ou da sua realidade e ainda sim esse amor não me convenceu.

A sinopse apresentada pela editora é bem completa e resume perfeitamente a história de Viviane e Rafael. É no minimo angustiante os primeiros capítulos, onde ambos os personagens fala sobre suas dores, a tristeza de perder alguém que se ama. A forma como ambos se sentem perdidos e ao mesmo tempo tão responsáveis por pessoas próximas.

O que mais me incomodou durante a leitura foi a forma como a autora quis usar suas referencias de livros YA e NA. Eu acho super, de verdade, legal ver referencias de outras obras em algum livro que estou lendo, porém acredito que ela deve ser feita de uma forma que o leitor quase não note. Uma que me marcou bastante nesse caso foi o uso do “Okay” que sabemos muito bem de onde vem. Não vou ser ruim e dizer que o livro inteiro foi assim, pois é mentira. E deixo a minha admiração com as referencias musicais que a autora colocou no livro, seja no inicio dos capítulos ou durante a própria narrativa.

Instagram.com/Silviane91

Viviane foi uma personagem que até que me agradou bastante, com seu jeito de falar tudo o que quiser e como quiser, não se importar se esta ou não agradando. Mesmo ela sendo uma garota rica isso não a deixa metida ou com ar de superior. O mais importante em Viviane é que ela tem amor; e a forma como ela demonstra seu amor foi o que mais me agradou durante a narrativa. Não me refiro apenas ao amor em que uma mulher pode sentir por um homem, mas sim o amor entre um ser humano e outro. Na realidade eu acredito que o livro nos mostra mais esse tipo de amor do que o amor romântico de um casal.

Rafael já é um caso mais complicado. Alguns pontos sobre suas atitudes não são ditas na sinopse e eu não acho certo coloca-las na resenha; e isso é algo extremamente importante no livro. Depois de abordar a morte o livro aborda muito esse outro tema e eu me identifiquei bastante com ele por ser algo que, por coincidência, estava presente na minha vida na mesma época em que eu realizei a leitura. Diversos momentos eu pensei que gostaria de ter sido mais como a Viviane para o Rafael, e que a pessoa em questão na minha vida fosse mais como o Rafael no sentido de querer mudanças e se esforçar por elas.

As Batidas Perdidas do Coração está longe de se tornar um livro do meu Top 10, ou 20; Mas acredito que a autora soube colocar alguns pontos de maneira correta na obra. Vejo sempre bons comentários sobre ele por aí, então acredito que a minha critica seja, talvez, por algum tipo de implicância que eu tenho. Ainda sim não classificaria ele como um livro ruim.

Quotes

Uma garoa cobre todo o cemitério e me pego pensando se chover em enterros é um denominador comum. É como se tudo precisasse estar cinza como os sentimentos.

As pessoas se iludem pensando que, se disserem algo certo, vão proporcionar algum conforto. Eis uma verdade sobre o luto: não existe conforto.

Meu pai dizia que o destino é como uma flecha atirada por um exímio arqueiro. Às vezes você está ali, sorrindo, cantando, amando, e a flecha te atinge de forma certeira, no coração. Exatamente no lugar mais frágil.

Meu pai dizia que, quando o coração quer uma coisa e a mente quer outra, devemos pesar o que é mais importante para nós: a razão ou a emoção. E, se não conseguirmos chegar a uma conclusão satisfatória, o coração é o melhor caminho. A mente não vai esquecer, mas o coração é capaz de superar, caso tudo dê errado.

Bianca Briones cria histórias desde antes de saber escrever. Foi uma menina sonhadora e manteve essa qualidade, o que a faz se perder em pensamentos com frequência. O romantismo explodiu em sua vida na adolescência, quando decidiu que seus filhos teriam nome de heróis. E tiveram — Athos e Arthur são dois garotos encantadores que a salvam todos os dias. Desde 2010, Bianca tem como prioridade a escrita e está sempre trabalhando em um novo projeto, enquanto outros personagens esperam pacientemente (ou nem tanto) que ela também escreva suas histórias. Publicou o new adult “As Batidas Perdidas do Coração”, em agosto de 2014 pela Editora Verus. Atualmente está trabalhando em um novo projeto, enquanto outros personagens esperam pacientemente (nem tanto) que ela também escreva suas histórias. Nas horas vagas, está sempre acompanhada de um bom livro, seus filhos Athos e Arthur; Max, o Husky Siberiano, e seus dois coelhinhos, Morgana e Lancelot.

Anúncios

15 pensamentos sobre “Resenhas :: As Batidas Perdidas do Coração

  1. Acho que as referências às outras obras não me incomodariam não… mais fácil eu me incomodar com as referências musicais, já que não entendo nada de música… rs… Agora, o que me incomodaria mesmo, seria o fato do amor não me convencer. Pena que o livro não atendeu às suas expectativas, mas pelo menos você não o classificaria como ruim.

    Beijo!

    Ju – Entre Palcos e Livros

  2. Oi Sil, sua linda, tudo bem?
    Confesso que eu não sei a que livro a autora se refere ao usar o “okay”, risos… Que pena, Sil. Ouvi tantos elogios sobre essa história, e os livros da Editora Verus geralmente me conquistam, é difícil não gostar de um deles. Inclusive eu vi que lançaram a continuação desse livro. E achei diferente a autora falar sobre o amor que uma pessoa tem por outro ser humano, imaginava mais um romance mesmo. E ultimamente, os livros que envolvem música têm me envolvido de tal forma, que fica difícil eu não querer ler.
    Gostei muito da sua sinceridade, livro é assim mesmo, funciona com uns e não funciona com outros.
    Beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  3. Olá

    Sempre vejo a galera falando bem desse livro. Confesso que não tenho interesse por ele, não faz meu estilo, mas preciso dizer que apesar dos pesares fiquei curioso para saber como essas referências e quais referências foram encaixadas na trama. Enfim, acho que vou ficar na curiosidade, porque não fiquei interessado em ler.

    Abraço!
    http://www.umomt.com

  4. A capa deste livro é linda, e ter música envolvida é sempre ótima, fiquei curiosa quanto a elas depois que você relatou sua admiração pela escolha da autora na seleção musical.
    Não sei se me aventuraria pelas páginas do livro, me parece muito romance..rs Mas sei que ele faz um grande sucesso e já li bastante resenhas positivas à respeito.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

  5. eu comentei aqui mas deu erro então n sei se foi ou não.
    esse é bem aquele tipico clichê de personagens opostos que se atraem né.
    já tive muita vontade de ler esse livro, hoje sou apenas curiosa, mas lerei mais pra frente!
    no mais essa capa é linda *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s