Início » Livros » Resenhas :: Silo

Resenhas :: Silo

Geralmente não gosto de falar sobre livros que li há algum tempo, mas ultimamente estou tão parada na leitura que fiquei sem muita opção.

Mais difícil ainda pois é um livro que eu amei e entrou para os meus favoritos: Silo

Título: Silo

Autor: Hugh Howey

Editora: Intrínseca

Páginas: 512

Onde costumo comprar (Opções de livro impresso): Buscapé

Clique aqui e leia o primeiro capítulo.

Sinopse: O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo.

Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras.Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo.Um crime cuja punição é simples e mortal.Elas são levadas para o lado de fora.Juliette é uma dessas pessoas.E talvez seja a última.

 

Sabe quando você começa a ler um livro e já nas primeiras páginas fica apaixonada? Aí tem tanto mistério que da vontade de ler correndo para saber logo o que acontece e quando o livro termina bate a depressão? Foi quase isso que aconteceu comigo enquanto li Silo, mas fui mais esperta e li ele beeem devagar, para aproveitar cada capitulo (e não me arrependi).

Silo é um baita de um livro, com surpresas (que às vezes não é tão surpresa assim) e detalhes. Ah! Sim, quem não gosta de livros onde o autor da muitos detalhes não vai gostar. Um bom exemplo disso é, ainda no inicio do livro, quando o atual Xerife e a Prefeita precisam descer aos níveis inferiores do local. Bom, o Silo tem mais de cem andares e eles precisam descer praticamente todos para encontrar Juliette e então o autor não simplesmente pula para o momento em que eles chegam ao nível em questão e sim nos da detalhes sobre a sua descida. Ele nos coloca no meio de diálogos que logos percebemos ser intimo dos personagens; Eles nos fala sobre como está à respiração da prefeita e suas dores; Ele nos fala quando eles param para conversar com alguém, o olhar de surpresa que as pessoas lhe dão quando vê a prefeita e em sua tristeza em pensar que está velha e há muito tempo não fazia uma visita aos níveis inferiores. Etc, etc, etc…

Eu acho que esse aspecto apenas tornou a história melhor. Nos fez conhecer melhor alguns personagens, que mesmo não fazendo parte dos “protagonistas” tem uma grande importância para o desenvolvimento da trama.

Essa ilustração não é uma fanmade. É original da HQ (SIM) de Silo.

Essa ilustração não é uma fanmade. É original da HQ (SIM) de Silo.

O livro é narrado em terceira pessoa e o autor procura sempre focar – em cada capitulo – em um personagem ou um acontecimento. Na maioria temos Juliette (nossa heroína) e Lukas.

Admito que o Lukas foi um personagem surpresa para mim, a forma como ele se desenvolveu. Ele chegou na história do nada e nem se quer chamou muito a atenção e diante dos acontecimentos do Silo ele foi crescendo de uma forma singela. No fundo eu não dava nada para ele e acabei sendo surpreendida com sua magnitude.

Eu não tenho o que falar da Juliette. Amei o fato de ela ser mulher; Aí você pode me falar: “Ah! Mas a maioria das protagonistas de distopia são mulheres”. Sim, é verdade. Mas elas são adolescentes. Juliette é mulher crescida, tem mais de trinta anos, forte, decidida, inteligente e não se deixa abater por nada e muito menos ninguém. Temos sim essas características nas outras protagonistas por aí, mas a maneira como Juliette se porta com as suas características é completamente diferente. É mulher, sabe? Madura. Tem muita diferença quando você compara uma protagonista de 16 anos com uma de 34.

Ele riu sozinho. Foi a primeira coisa natural que ela o viu fazer, e Juliette percebeu que o homem devia ter rido muito ao longo dos anos. Você ria ou para manter a sanidade, ou porque tinha desistido dela. De um jeito ou de outro você ria.

Admito que eu gostei tanto, mas tanto de Silo que até me apaixonei por Bernard, o vilão da história. Ele é um cara bem arrogante e o único que sabe de toda a verdade, o único que entende o que acontece com o seu mundinho, com o Silo. E eu acho que o fardo de carregar esse segredo é justamente o que o faz ser assim. Chegou um ponto que eu até fiquei com dó dele, me colocando em seu lugar e tentando imaginar: Como é viver em um Silo isolado do mundo exterior? Como é carregar um fardo como o que ele carrega? Como é ser responsável – de uma forma ou de outra – de uma população inteira? Como é ser aquele que todos odeiam, quando na realidade tudo que você tenta fazer é protegê-los? Eu nunca vi muito sentido na frase “o fim justificam os meios”, mas Bernard me fez entender um pouco melhor.

E com Silo nunca o slogan fez tanto sentido: “Mentiras Podem Ser Fatais; A Verdade Também”.

Achou que ele também era solitário, uma porca de tamanho esquisito que não se encaixava em nenhum parafuso. E ali estava ele, no extremo do silo, à procura de estrelas, enquanto ela costumava passar o tempo livre que conseguia la em baixo nas minas, o mais longe possível, à procura de rochas bonitas.
Os direitos de Silo já foram vendidos para 20th Century Fox e o diretor cotado para dirigir o longa é Ridley Scott (Prometheus, Gladiador, Falcão Negro em Perigo). Eu espero muito, muito, muito que esse filme realmente seja adaptado, pois só de pensar em ver todo esse mundo saindo das páginas já fico sem folego (você vai entender quando ler o livro).
(…) A limpeza é como uma cura. Não tenho certeza se alguém com outra doença chegaria realmente a fazer a limpeza se os mandássemos lá para fora. Eles têm que querer ver o que mostramos para que funcione.
Hugh Howey é um escritor americano conhecido por sua série popular Silo,que publicou de forma independente através da Amazon.com. Howey foi criado em Monroe, Carolina do Norte e antes da publicação de seus livros, ele trabalhou como um capitão de iate, carpinteiro e técnico de áudio.
Em um negócio raríssimo no setor editorial, a Simon & Schuster comprou os direitos para a publicação impressa de Silo (Primeiro volume da sua série Wool), permitindo que Howey conserve os direitos para o livro eletrônico. Em 2011, Howey lançou Wool por conta própria, como romance em capítulos, e adotou uma atitude inusitada ao recusar-se a vender os direitos para a publicação digital. No ano passado, ele rejeitou ofertas de mais de US$ 1 milhão por parte de diversas editoras, até chegar a um acordo com a Simon & Schuster, de mais de US$ 500.000, apenas para o livro impresso.
“Eu já estava ganhando, sozinho, mais de US$ 1 milhão, por isso foi fácil recusar”
Anúncios

43 pensamentos sobre “Resenhas :: Silo

  1. Já tinha lido alguns elogios à esse livro,mas sua resenha foi contagiante demais!!! Eu amo distopias,mas tem algumas que são lançadas que não me chamam atenção,e Silo foi uma delas,mas acho que estava errada,lendo sua resenha vejo que ela tem muitos elementos que fazem amar um livro,protagonsta mulher,madura,forte,descrições detalhadas da trama…. Acho que preciso ler Silo.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

  2. Silo é um livro muito bem falado na blogosfera, as criticas são ótimas e pela sua resenha, deu para notar o quanto você curtiu a leitura, que pelo visto foi intensa e envolvente, gostei bastante do enredo e fiquei super curiosa com vários pontos descritos, espero ler em breve. 😀

    Beijos.

  3. Oi,

    A não , como eu quero ler esse livro , estou mais que doido por ele , mas em breve o lerei , amei sua resenha , fiquei até com medo de ler ela , para não estragar muita minha vontade ler , mas depois que eu lir , fiquei milhôes de fezes com vontade ler !

  4. Oi Silviane, tudo bem???
    Nossa, quanta empolgação!!!!! Todo mundo está elogiando tanto esse livro, já está na minha lista faz tempo. E depois dessa resenha não tem como não querer comprar. pelo o que contou, a parte detalhada na verdade, fpoi usada para apresentar outros personagens e para o leitora conhecer os protagonistas, não parece que foi cansativo, então, para mim não seria um problema. E eu sempre adoro os vilões, não tem jeito. Não que eu aprove suas atitudes, mas sempre acho que eles possuem uma riqueza de natureza humana impressionante.
    Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  5. Oi, Silviane!
    Eu conheci o Hugh na bienal, mas não adquiri o livro porque estava a maior muvuca. Tenho vontade de lê-lo desde a Turnê Intrínseca, quando a responsável do mkt falou muito bem sobre ele. E eu já amo distopia, prato cheio. Como sou mais prática e bem ansiosa, acho que esses detalhes em excesso vão me irritar um pouco, mas vou tentar focar na história. rs
    Beijinhos!
    Giulia – prazermechamolivro.com

    • Giulia, que inveja de você agora.
      O pouco que eu vi sobre o Hugh na Bienal me deu muita vontade de conhece-lo. Ele parece ser um cara suuuper simpatico. É uma pena que eu nem sei inglês, então conhece-lo não seria tão util assim IUAHEUIOAHUEAHUI Mas espero que a editora traga ele novamente no lançamento do próximo livro.

      Beijos.

  6. Olá Silviane tudo bem, eu tenho esse livro mais ainda não li, mas fiquei curiosa para conhece-lo ainda mais depois de dizer que curtiu o vilão kkk fiquei ansiosa para saber o porque, que show que ele será adaptado para o filme, espero que eles sejam fieis!
    Bjkas

  7. Oi, Flor! Tudo bom?
    Tive a oportunidade de solicitar esse livro com a Intrínseca, mas não sabia ao certo se deveria ou se iria gostar da história. Gosto quando o autor tira um tempo para trazer detalhes, mas de maneira que fácil entendimento, já me enrolei em alguns livros por causa disso. Lembro que li uma resenha sobre esse livro e a pessoa reclamou sobre os detalhes, mas não podemos simplesmente pular para esse último nível, não é?
    Trazer um pouco o foco da história para outras personagens faz bem, afinal, eles vivendo em um lugar assim, não poderia ser somente o Xerife e a Prefeita! Adoro ver uma personagem se desenvolver durante a leitura, da um toque especial e não há nada melhor do que ser surpreendida por quem você menos esperava! É verdade, a maioria das protagonistas são adolescentes, fiquei surpresa ao ler que Juliette está na casa dos 30 e saber que ela ainda tem muito gás na história. Apaixonar-se pelo vilão é tudo de bom, né? Raramente isso acontece comigo e quando acontece não sei como proceder com esses sentimentos.
    Com sua resenha o arrependimento está batendo aqui pois deveria ter solicitado, agora quando for em uma livraria, irei atrás do meu exemplar e espero ficar tão apaixonada quanto você com a história!
    Beijinhos,

    • Oi, Fernanda.
      Apesar da boa publicidade que a Intrínseca fez em cima desse livro – e que eu só vi muitos meses depois – ele ainda não é superestimado pelos leitores. Ainda mais eles lêem – de forma negativa – o modo como os autores narram detalhes da história que muitos consideram desnecessário. Eu acho que a granda graça nos livros é isso: Detalhes. Claro que nem sempre eu estou com paciência para detalhes, mas também tudo depende da história, da mensagem, dos acontecimentos. São diversos fatores que agora fica difícil listar.
      Eu também não sou de cair de amores pelos vilões, mas quando isso acontece acrescenta uma riqueza para a estória que a deixa mais especial. Pelo menos comigo é assim.

      Espero que se você adquirir o livro aproveite cada página e que se sinta tão apaixonada quanto eu.

      🙂

  8. Oi,
    Estou querendo ler esse livro desde o lançamento porque a sinopse parecia bem interessante e por se passar numa terra destruída e em um silo com toda uma comunidade.
    Tenho uma fila enorme de livros pra ler mas colocaria Silo, pq acho que é uma historia que deva valer pena!

  9. Acho que não gostaria de ler este livro. Você citou que ele entra muito em detalhes, não gosto de livros assim, okay, tem que ter os detalhes e tals, mas esse livro parece ser MUITO detalhado, pra mim torna a leitura pesada. No momento eu não o lerei, quem sabe mais pra frente. Ótima resenha!
    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

  10. Nossa, esse livro é bom demais. E além de ser bom, é escrito por um autor mega gato. Mas ai é outra história =P O que mais me chamou a atenção no livro foi o fato da distopia ser mais adulta. Adoro o genero, mas é sempre aquela coisa de adolescentes tentando salvar o mundo e tal. Silo se destaca nesse sentido. A história é maravilhosa.

    beijos
    Kel
    http://www.porumaboaleitura.com.br

    • Oi, Kel!
      Eu achava que era a unica no mundo que achava o Hugh gato IHAEUOHAUIEHI uma pena que eu ganhei o livro em uma promoção justo no final de semana que ele estava na Bienal, então perdi a chance de conhece-lo. 😦 Mas espero que ele volte.

      Bjbj

  11. Olá Silviane,
    menina este livro deve ser muito bom. Sua resenha é só elogios a obra.
    Olha eu adoro distopia, mas fiquei meio assim quando você mencionou que o autor narra tudo nos mínimos detalhes.
    Claro que é importante para podermos entrar na historia, mas narra ate uma respiração, ai é muita coisa. Sei lá, pode deixar a leitura um pouco maçante no inicio, o que na minha opinião não é legal.
    Porem vou dar uma chance a obra e ver o que vai ser. Ate porque você diz na sua resenha que os direitos foram comprados para as telonas.
    Parabéns pela resenha!

    Beijoaks Ana Zuky

    • Oi, Ana!
      Realmente, no começo é um pouco cansativo mas apesar dos detalhes ele não enrola muito na trama e isso acabou me prendendo bastante. Acho que se não fosse por isso eu abandonaria ou demoraria para ler por pura preguiça mesmo.

      Beijos.

  12. Sinceramente eu tenho medo da adaptação de um livro tão longo quanto Silo. Eles raramente conseguem fazer uma adaptação decente =/
    Eu tenho uma amiga que leu e não gostou muito, mas também tenho amigas que amaram haha fico na dúvida! Estou enrolando, enrolando… mas espero ler em breve.
    Só mais uma coisa, adorei esse slogan! Me deixou ainda mais curiosa com a história.

    Beijiinhos ;*
    Andressa – Blog Mais que Livros<

    • Oi, Dreeh!
      Silo é um livro que é 8 ou 80, acho muito difícil alguém ficar em cima do muro em relação a ele por conta da sua narrativa, que para alguns pode ser cansativa.
      Confesso que tenho medo de adaptações – em geral – mas gosto de depositar confiança. Até porque Silo é sim um livro grande, mas não podemos esquecer que ele é cheeeio de detalhes sobre o que os personagens estão fazendo, ou o ambiente e isso no filme é algo visível, portanto não precisa ser explicado. Acredito que eles conseguem focar melhor no que realmente esta acontecendo do que nos detalhes.

      Bjs

    • Oi, David. Realmente, até hoje só vi uma promoção com esse livro. A minha sorte é que eu ganhei em uma promoção da editora, e eu digo sorte meeeesmo pois se não fosse a promoção eu nunca nem ia olhar para esse livro e ele se tornou um dos meus favs.

      Espero que logo tenha uma promoção bacana para você comprar.
      Bjs

  13. Olá, como vai amore?
    Já ouvi várias pessoas comentando sobre este livro, e parabéns pela resenha. Fiquei curiosa sobre este livro, sou apaixonada por distopias e este parece ser um gênero bem bacana mesmo. Quem sabe não dou uma chance no futuro. E fiquei bem curiosa em relação sobre o vilão da história, tenho certeza que se eu ler, irei me apaixonar também pelo Bernard haha.
    Enfim, parabéns pela resenha e fico feliz que tenha gostado da leitura. Espero que quando eu ler eu goste também.
    Beijos e sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

  14. Oi, linda!
    Gostei da sua resenha! Nem pareceu que leu o livro há muito tempo (rs). Silo é um livro que me encantou pelo enredo que propõe… Eu adoro distopias e sabia que ele valeria a pena ler. Acho ótimo quando o autor consegue nos tornar íntimos dos personagens, ao ponto de gostarmos até mesmo do seu vilão, haha. Só não sei como será a minha experiência de leitura considerando ser um livro com muitos detalhes… Ultimamente, procuro leituras mais dinâmicas, sabe?
    Enfim, de qualquer modo, pretendo ler Silo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    • Oi, Fran.
      Se esse não é o momento ideal para lidar com detalhes então indico calma, deixa Silo para um outro momento. Acho que todos temos fases literárias que pede um tipo de livro/narrativa e ler o livro certo no momento errado nunca é uma boa experiencia.

      Beijos.

  15. Oi Silviane.
    Se tem um gênero que eu não resisto e me rendo facilmente é o distópico, mas as opiniões são tão divergentes quanto à Silo que continuo protelando essa leitura.
    E o fato do excesso dos detalhes também colabora para esse adiamento, você não é a primeira a citar a descida do xerife e da prefeita ao nível inferior, eu gosto das descrições quando bem feitas e quando a escrita do autor colabora pra que o texto seja envolvente.
    Pelo visto, vou ter que conferir essa narrativa pra decidir se consigo aceitar todas as descrições feita.

    Beijos

    • Paty, é muito difícil falar sobre a forma de narrativa do Hugh, pois no fundo eu sinto que estou prejudicando o julgamento dos leitores quanto ao seu livro. Acredito que o mesmo pode acontecer com Stephen King, quando tem que conquistar novos fãs. Quando eu li um livro dela pela primeira vez queria morrer, não aguentava toda aquela carga de detalhes e personagens.

      A vantagem de Silo é que não tem tantos personagens. Apesar de todos os detalhes é muito bom a forma como ele vai envolvendo o leitor (bom, eu fiquei envolvida). Eu acho que tem livros que o leitor precisa dos detalhes, caso contrário não ira sentir toda a experiencia dos personagens. Silo é um desses livros.

      Espero que você goste do livro quando o ler. Eu acho que Silo é uma das melhores distopias da atualidade, e eu espero que um dia seja considerada um clássico.

      Beijão.

  16. Olá!
    Esse é um livro que já me chamou a atenção por outras resenhas que eu li, e se eu tinha alguma dúvida se deveria lê-lo, após sua resenha, não tenho mais nenhuma.
    A história parece interessante com uma premissa até diferente de tudo que já vi. Adoro livro com protagonistas fortes.
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

  17. Oi tudo bom?
    este livro ta guardado a ponto de ser lido novamente,sabe sou do tipo que se gostar de um livro leio varias vezes a louca kk,apesar de estar bem por fora dos lancamentos e tambem pela vida corrida que to nela
    mais entao achei bem legal essa historia virar filme,apesar que na maioria de livros que viraram filme me decepcionei rsrs,mais adorei a parte que vc ate se apaixonou pelo vilao kkk
    bjs querida
    http://www.zilandramakes.com.br

  18. Ola lindona menina amei a resenha já havia lido algumas e o livro me encantou, ainda mais com uma protagonista como essa, forte, decidida e madura em suas atitudes. O vilão deve ser encantador hein até torceu por ele . Vou sair correndo para comprar . Adoro livros que nos prendem e personagens que chegam de mansinho e ganham destaque mostra a força deles. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

    • Oi, Joyce!
      Eu não torci pelo vilão, apenas me simpatizei por ele pois o cara é só um coitado na coisa toda. Espero os próximos volumes para entender melhor o mundo de Silo, pois é tanta coisa que fica dificil para um unico livro. 😀

      Acho que você não vai se arrepender se ler. Beijos.

  19. Oiee
    td bem?
    Fiquei muito feliz ao ler que os direitos do livro foram vendidos para a FOX, realmente este livro merece se tornar filme!
    E se o diretor for Ridley Scott mesmo, tenho certeza que ele fará jus a obra!
    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s