O desafio de Velozes e Furiosos em Tóquio

Velozes e Furiosos é uma saga de filmes bastante conhecida e que conquistou audiência pelos carros icônicos, mulheres bonitas e adrenalina pura. A jornada da Universal Studios conta com mais de 5 produções lançadas e, ao que tudo indica, vem mais filmes em um futuro não muito distante.

Mas hoje vamos falar um pouco sobre Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio.

Paixão por velocidade de Sean

O filme apresenta a vida de um rapaz chamado Sean Boswell. Sean tem problemas de comportamento, além de vício por velocidade e corridas ilegais. Sua mãe, farta de suas irresponsabilidades, envia seu filho para Tóquio, onde viverá com o pai e frequentará uma nova escola, tentando discipliná-lo e afastá-lo do mundo das corridas ilegais.

Mas a mãe de Sean descobrirá que Tóquio não era o local adequado para fugir das corridas ilegais, afinal, foi a cidade perfeita para que Sean voltasse a frequentar corridas de rua. Mas, dessa vez, num novo mundo, o Drift (derrapagem).

O filme foi gravado nas ruas de Tóquio e conta com cenários muito interessantes e icônicos da cidade. Além disso, o elenco jovem ajudou a dar ares colegiais para a produção da Universal Studios. Lucas Black ficou com o papel principal (Sean), e Bow Wow faz de Twinkie um rapaz americano que o protagonista conhece no Japão.

Mas existe ainda outro personagem que marcou não só esse filme, mas também a saga toda em si. Han Lue, personagem interpretado pelo ator Sung Kang tem papel de destaque no desenrolar da história e ao longo da saga de Velozes e Furiosos volta a aparecer, ajudando a entender tudo que se passa na vida de Brian O’Conner e Dominic Toretto, os dois principais personagens que deram início a toda essa superprodução que ganhou o coração dos amantes de velocidade e carros tunados.