O assalto à casa do papel

A review que trazemos hoje é da série La casa de papel, um fenômeno Original da Netflix que atingiu sucessos sem comparação, conquistando audiências em todos os cantos do mundo.

A Série estreou em maio de 2017, criada pelo espanhol Álex Pina e considerada por muitos a melhor série de drama de todos os tempos, tendo sido distinguida por vários prêmios entre eles, o Emmy de melhor série internacional.

A história começa com uma personagem chamada de “professor” (Álvaro Morte) que decide reunir 9 pessoas a dedo para realizar um assalto que lhes prometia riqueza e a garantia de segurança e sucesso do assalto. Isso, caso tudo corresse como o professor dizia e todas as suas regras fossem seguidas.

Tóquio, Berlim, Oslo, Nairobi, Helsínquia, Rio, Denver e Moscou são os assaltantes reunidos pelo professor, que usam nomes de cidades para proteger a sua identidade verdadeira, uma das regras do professor.

Um autêntico assalto artístico

Os assaltantes partem para o assalto planejado á risca, que acontecerá na casa nacional da moeda de Espanha, com a intenção de imprimir milhões de Euros e escapar sãos e salvos sem deixar qualquer rastro. Tudo parece correr em ordem até que o tempo que os assaltantes ficam barricados na casa da moeda rodeados de polícia faz com que suas ações fiquem impulsivas e começam a quebrar algumas das regras do professor. Vale notar que este não entra na casa para ficar como “cérebro” das operações e tentar com que tudo corra como planejado, mantendo-se sempre um passo à frente da polícia. A história sofre agora imensas reviravoltas e o professor terá de enfrentar desafios enormes para concluir o assalto com sucesso e sem baixas.

A série destaca-se pela imprevisibilidade dos acontecimentos e das várias adversidades que vão acontecendo ao longo das temporadas e pelos grandes papéis desempenhados pelos atores, deixando todo o mundo assistindo a episódio após episódio sem conseguir largar a série no meio, veja você mesmo!